quinta-feira, 5 de maio de 2016

FALSO MÉDICO É PRESO EM JENIPAPO DE MINAS, NO VALE DO JEQUITINHONHA

Um falso médico, identificado como Fábio Machado da Cunha, de 25 anos, natural de São Paulo (SP), foi preso em flagrante pela Polícia Militar na tarde dessa segunda-feira, 2 de maio, no município de Jenipapo de Minas, na região do Vale do Jequitinhonha.

Fábio Cunha foi preso em Jenipapo de Minas (Foto: Divulgação / PM)
Segundo informações de policiais militares, a prisão do suspeito, que estava atuando como clínico geral, aconteceu após uma denúncia anônima. “Na manhã de segunda-feira ele havia feito um atendimento na cidade e em seguida foi para a Agrovila, onde o prendemos”, disse um sargento.
De acordo com a ocorrência, o jovem, que não tinha passagens pela polícia, chegou àquela cidade a cerca de duas semanas e atendeu pelo menos 10 pessoas. Ele utilizava uma sala da casa da mãe como consultório e pedia uma contribuição entre R$ 30 e R$ 40 reais por consulta.
Com ele foram encontrados receituários, medicamentos e equipamentos médicos para aferição de pressão arterial, além de um estetoscópio.
A Polícia Militar informou que Fábio Cunha estava usando o CRM de um médico da cidade de Itaquaquecetuba, interior de São Paulo, e que os receituários levam o timbre do Hospital Pimentas Bonsucesso, da Prefeitura de Guarulhos (SP).
O falso médico chegou a montar uma sala de atendimento na cidade (Foto: Divulgação)
No momento da prisão, o jovem se defendeu alegando que estava querendo ajudar as pessoas carentes e que chegou a frequentar um curso de técnico em enfermagem, mas não concluiu.
Material apreendido pela Polícia Militar de Jenipapo de Minas (Foto: Divulgação)
Ele vai ser enquadrado por exercer ilegalmente a medicina, falsidade ideológica e também por estelionato, já que ele estava aferindo vantagens ao cobrar consultas.
Ainda de acordo com a PM, Fábio Cunha nunca tinha ido à Jenipapo de Minas, mas a mãe dele é natural do município e há 30 anos não vai àquela cidade. “Ela chegou à cidade para acompanhar o caso do filho”, informou a PM.
O falso médico foi preso em flagrante e levado para a cadeia de Minas Novas, a 72 km de Jenipapo de Minas. Um inquérito será instaurado e enviado ao Ministério Público, que decidirá a pena do suspeito.
Via Gazeta de Araçuaí

quarta-feira, 27 de abril de 2016

TRABALHO MINEIRO SOBRE O JEQUITINHONHA DISPUTA COPA DO MUNDO DE TECNOLOGIA

Com uma capa vermelha amarrada nas costas e um sonho, o menino Jequi se transforma em super-herói do Vale do Jequitinhonha. Na busca incessante por água, a criança corre descalça pelo chão rachado do semiárido e enfrenta outras adversidades de uma das regiões mais carentes do Estado. A história serve de pano de fundo para um game desenvolvido por alunos recém-formados da PUC Minas.
Érico Grasso, Alessandra Faria e Ramon Coelho, da equipe mineira Tower Up Studios, estão na expectativa de chegarem à grande final

Com uma capa vermelha amarrada nas costas e um sonho, o menino Jequi se transforma em super-herói do Vale do Jequitinhonha. Na busca incessante por água, a criança corre descalça pelo chão rachado do semiárido e enfrenta outras adversidades de uma das regiões mais carentes do Estado. A história serve de pano de fundo para um game desenvolvido por alunos recém-formados da PUC Minas.

Chamado de “Sonho de Jequi”, o jogo de aventura vai além do entretenimento. O principal objetivo é a conscientização. A proposta inédita concorre nesta semana a uma vaga para representar o país na etapa mundial da maior copa do mundo de tecnologia, a Imagine Cup.


Promovida pela Microsoft, a etapa nacional da competição acontece neste ano em Belo Horizonte, por meio de uma parceria com a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Sectes).




Na disputa, nove projetos de estudantes, professores e outros profissionais brasileiros. Todos de olho no cheque de US$ 50 mil a ser entregue ao trabalho mais inovador do planeta, eleito pela empresa norte-americana. Essa é a 14ª edição do torneio internacional.
Sonho de Jequi


Alessandra Faria de Castro, de 45 anos, Ramon Coelho, de 34, Érico Grasso, 26, e Daniel Sanabria, 33, integram a equipe mineira Tower Up Studios. O quarteto conta que o protótipo do Sonho de Jequi levou mais de um ano para ficar pronto. “É um jogo cultural e cidadão”, resume Ramon Coelho, que nasceu em Araçuaí. Cenários característicos do Jequitinhonha podem ser vistos enquanto o personagem Jequi tenta coletar o máximo de água possível, desviando dos obstáculos do sertão mineiro.


Na tela do computador, tablet ou smartphone, o jogador vê a palma (uma espécie de cacto), gado, aves e construções de adobe (pequenos blocos semelhantes ao tijolo, mas preparados com uma mistura de argila e barro secos ao sol).
Anúncio do vencedor acontece em evento aberto ao público, em 28 de abril, às 13h, no auditório da Cidade Administrativa. Para participar, acesse minasdigital.mg.gov.br e faça sua inscrição
“Uma ampla pesquisa foi necessária. Tentamos reproduzir tudo e ser bem fiéis ao que as pessoas encontram na região”, disse Érico Grasso. Ele e Alessandra fizeram os desenhos que, em seguida, foram escaneados e transformados em 3D no computador.

Outro diferencial do game é a trilha sonora, composta pelo violeiro, cantador e compositor da região, Rubinho do Vale.
“Quando o procurei, ele ficou muito empolgado com a ideia. Pedi para ele assinar um termo de autorização e, como um típico sertanejo da região, o Rubinho falou: ‘já disse que sim. A minha palavra é o que vale’”, conta Ramon.


Downloads do jogo serão revertidos em projetos sociais
Além de levar a cultura e o nome do Vale do Jequitinhonha para o mundo, a equipe mineira Tower Up Studios pretende desenvolver um trabalho social para a região. Uma parceria foi firmada com a organização humanitária Caritas e, em um futuro próximo, quando o jogo estiver disponível no mercado, parte da renda dos downloads será revertida em projetos que busquem reduzir os impactos da falta de água. “É uma forma de ajudar quem precisa. A região é bastante carente”, reforça Ramon Coelho.
Uma parceria entre a Microsoft e a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação de Minas Gerais (Sectes) possibilitou que a etapa brasileira da competição fosse realizada em Belo Horizonte. Para o secretário adjunto da Sectes, Vinícius Rezende, o potencial mineiro no ambiente de inovação foi decisivo para a escolha.
Segundo ele, o evento coloca Minas em evidência mundial. “Tivemos concorrência de outros estados, mas conseguimos demonstrar que temos grandes ideias, pensadores e startups. Nosso Estado é o que tem o maior número de universidades públicas do país e tudo isso contou a nosso favor”. Ainda conforme o secretário adjunto, apesar do momento de crise na economia, investimentos têm sido feitos na área.
O Dia D para a eleição dos melhores em cada categoria – games, inovação e cidadania – acontece na próxi ma quinta-feira. Porém, a programação já começa amanhã.
Os competidores brasileiros vão participar de apresentações em outros espaços da capital, como no Museu de Ciências Naturais da PUC, além de visitas para a divulgação dos trabalhos em cartões-postais da metrópole.

BEM DA HUMANIDADE

A Imagine Cup foi criada pela Microsoft para caçar talentos que desenvolvam softwares e games voltados para o bem da humanidade. Neste ano, 245 projetos foram inscritos no Brasil. Todos foram avaliados por uma equipe de especialistas, que escolheu os três melhores em cada categoria.


DEU BRASIL EM 2015

Os projetos nacionais serão avaliados no dia 28 por uma nova banca julgadora da Microsoft para o tão aguardado anúncio do vencedor. Em 2015, uma equipe brasileira formada por estudantes da Universidade de São Paulo (USP) venceu a etapa mundial. O grupo criou o programa “Clothes for Me”, ferramenta utilizada na confecção de roupas sob medida.


A Copa do Mundo de Computação, promovida pela Microsoft, tem nove finalistas – dentre eles o Sonho de Jequi. Conheça os outros oito participantes que concorrem em três categorias.
CATEGORIA GAMES

Do a Barrel Throw (São Paulo)
Desenvolvido por alunos da Universidade Estadual Paulista (Unesp), o jogo de desafio é composto por uma personagem russa. É preciso vencer obstáculos, como lançar barris e realizar saltos.

Buns Game (Pernambuco)

Idealizado por estudantes da Escola Técnica Estadual Professor Agamenon Magalhães (Etepam), de Recife, o game foi desenvolvido para smartphones e tablets. O objetivo é ajudar o personagem a pegar um ônibus.



CATEGORIA INOVAÇÃO
Echo Sense (Rio Grande do Sul)
Foi criado por alunos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) com apoio do Centro de Inovação Microsoft da PUC-RS. Os participantes desenvolveram um dispositivo capaz de ajudar deficientes visuais a identificar a distância até um objeto. Para isso, são utilizados motores e sensores ultrassônicos.

Dreampper (São Paulo)

De responsabilidade de estudantes da Universidade de Taubaté, a nova rede social criada busca ser inovadora. Nela, os usuários podem compartilhar fotos e trocar experiências sobre séries, filmes, jogos e livros com os amigos em comum. Uma ferramenta específica para criar anúncios na redes virtuais também está disponível.

Vehicular Black Box (Santa Catarina)

Desenvolvido por alunos da Universidade Sociedade Educacional de Santa Catarina, o projeto ajuda na reconstituição de acidentes de trânsito.



CATEGORIA CIDADANIA
Bridge (São Paulo)
Plataforma desenvolvida para crianças com paralisia cerebral e distrofia muscular. Projeto da Universidade de São Paulo (USP) ajuda os pacientes a realizar pequenos movimentos.

AppDemia (Espírito Santo)

Aplicativo criado por estudantes de Vitória que permite o registro de sintomas e diagnósticos de doenças. A ferramenta voltada para a área da saúde visa facilitar o acesso da informação pelos profissionais de saúde, órgãos governamentais e a população em geral.

Omni (Santa Catarina)

Dispositivo para a área de educação criado por estudantes de Joinville. Aulas interativas são disponibilizadas para professores como forma de programar e transformar as atividades feitas com os alunos.

Por Renato Fonseca, do Hoje em Dias

ACIDENTE COM ÔNIBUS DEIXA17 FERIDOS NA BR-367, NO MUNICÍPIO DE TURMALINA-MG

Um acidente com um ônibus da empresa Transpavar deixou várias pessoas feridas na noite dessa segunda-feira, 25 de abril, na altura do quilômetro 444 da MGC-367, na Ponte Alta, município de Turmalina, no Vale do Jequitinhonha. As vítimas, sendo sete em estado grave, foram socorridas por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e ambulâncias de prefeituras da região.

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), o ônibus, com placa de São Carlos (SP), transportava 22 comerciantes da região do Brás e da Rua 25 de Março (em São Paulo) que trabalharam na Feira Itinerante do Brás, realizada no último fim de semana em Turmalina. 


O trecho próximo a Ponte Alta é muito perigoso e já foram registrados vários acidentes no local, principalmente com veículos pesados. Conforme a PM, ao iniciar a descida, o ônibus apresentou um problema mecânico no sistema de freios, desceu desgovernado e despencou numa ribanceira de aproximadamente 15 metros, próximo a cabeceira da ponte no sentido Turmalina/Diamantina. Na sequência, o veiculo colidiu contra uma pedra, que o segurou, impedindo o capotamento dentro do Rio Araçuaí. 


Com o impacto, dezoito passageiros ficaram feridos. Equipes do Samu de Turmalina, Capelinha e Minas Novas, além de profissionais de saúde de prefeituras da região, prestaram socorro aos feridos. Todas as vítimas foram resgatadas com vida e encaminhadas para o Hospital São Vicente de Paulo, em Turmalina.

As causas do acidente serão apuradas pela Polícia. O trânsito segue normalmente no local.

Via Aconteceu no Vale

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Projeto "Plantando Educação, colhendo cidadania" percorre o Vale do Jequitinhonha

Acreditando que os professores são atores transformadores da realidade local, o projeto “Plantando Educação, colhendo cidadania” visa enriquecer a qualificação de educadores para uma abordagem efetiva com seus alunos a respeito da importância da conservação dos remanescentes de vegetação nativa e dos recursos hídricos.


Público Alvo
Professores de 4º e 5º anos do ensino fundamental de 58 municípios situados nas Bacias dos Rios Jequitinhonha e Mucuri, nordeste de Minas Gerais.

Iniciativa e realização
O projeto é uma iniciativa da Coordenadoria Regional das Promotorias de Justiça de Meio Ambiente das Bacias dos Rios Jequitinhonha e Mucuri (MPMG) e será realizado pelo Instituto Biotrópicos (Organização Não Governamental) através do seu Centro de Educação Ambiental Conserva Mundi.


Nove cidades polo sediarão os encontros presenciais para a troca de experiências entre a equipe do Conserva Mundie os professores a partir de 15 de abril, conforme agenda divulgada em anexo.Os participantes também receberão material educativo especialmente elaborado para o foco do projeto no formato de Caderno do Professor, com sugestões de conteúdo e atividades didáticas de apoio às aulas.

Cerca de 850 professores de 500 escolas da rede pública municipal participarão do projeto. A expectativa é atingir mais de 11 mil alunos anualmente a partir daí contribuindo para a formação de multiplicadores de boas práticas ambientais.

Todos os passos do projeto podem ser acompanhados na página facebook/conservamundi


Contatos:
Instituto Biotrópicos, Pça JK, 25, Centro, Diamantina, MG Fone: 38.3531-2197
conservamundi@biotropicos.org.br

AGENDA DOS ENCONTROS COM OS PROFESSORES

15 de ABRIL – DIAMANTINA
Diamantina, Datas, Gouveia, Monjolos, Serro, Presidente Kubitscheck, Sto. Antônio do Itambé.

18 de ABRIL – São Gonçalo do Rio Preto
São Gonçalo do Rio Preto, Couto de Magalhães de Minas, Felício dos Santos, Senador Modestino Gonçalves eItamarandiba

26 de ABRIL – MINAS NOVAS
Minas Novas, Berilo, Chapada do Norte, Turmalina, José Gonçalves de Minas
eLeme do Prado

28 de ABRIL – ARAÇUAÍ
Araçuaí, Coronel Murta, Francisco Badaró, Itinga,Jenipapo de Minas e Ponto dos Volantes

29 de ABRIL – JEQUITINHONHA
Jequitinhonha, Felisburgo, Itaobim e Monte Formoso.

02 de MAIO – ALMENARA
Almenara, Águas Vermelhas, Bandeira,Cachoeira Pajeú, Mata Verde,Rubim, Salto da Divisa e Santo Antonio do Jacinto

03 de MAIO – ÁGUAS FORMOSAS
Águas Formosas, Bertópolis, Crisólita, Machacalis, Pavão e Santa Helena de Minas

04 de MAIO – TEÓFICO OTONI
Teófilo Otoni, Caraí, Itambacuri, Ladainha, Nova Módica, Novo Cruzeiro, Ouro Verde de Minas, Padre Paraíso, Pescador e São José do Divino,

06 de MAIO – CAPELINHA

Capelinha, Agua Boa, Angelândia, Aricanduva, Setubinha e Veredinha

domingo, 17 de abril de 2016

Justiça bloqueia bens de três ex-prefeitos do Vale do Jequitinhonha

Estão envolvidos os ex-gestores e Araçuaí, Itinga e Virgem da Lapa. Há suspeitas de irregularidades na contratação de serviços médicos.

Três ex-prefeitos, das cidades Araçuaí, Virgem da Lapa e Itinga, no Vale do Jequitinhonha tiveram os bens bloqueados pela Justiça. A decisão foi tomada com base em uma Ação Civil Pública (ACP) do Ministério Público de Minas Gerais. Os ex-gestores teriam  contratado irregularmente uma médica e a empresa na qual ela é sócia.

A médica contratada pelas prefeituras e a clínica, na qual ela seria sócia, também tiveram os bens bloqueados. Os valores depositados nas contas bancárias dos envolvidos ficam bloqueados até o limite de R$ 682 mil. Até o julgamento final da ação, os envolvidos ficam impedidos de alienar ou gravar bens imóveis e automóveis.

Para o MPMG, a ACP "busca garantir que os suspeitos reparem os danos causados aos cofres públicos em caso de condenação por improbidade administrativa". Na decisão da Justiça, consta que “o interesse defendido com a medida vai além do direito individual para abranger todo o interesse público coletivo. ”

Entenda o caso

Em 2009, o MPMG apurou que em Araçuaí, o então prefeito, Aécio Silva Jardim, contratou temporariamente a médica Fabiana Silva Leite para atuar no município, sem que houvesse concurso público. O MPMG afirma que no mesmo ano, o gestor, com apoio de cinco servidores, contratou um centro médico, no qual Fabiana é sócia, para prestar serviços ginecológicos.

Investigações apontam que o mesmo centro médico venceu uma licitação em Virgem da Lapa. Segundo o MPMG,  "entre 2009 e 2010, o então prefeito do município [Averaldo Moreira Martins] contratou, por meios ilícitos, a empresa registrada em nome da médica. As investigações apontam que o ex-chefe do Executivo contou com a colaboração dolosa de dois pregoeiros".

O órgão apurou também que a mesma médica contrada nas duas cidades, seria funcionária efetiva da prefeitura de Itinga, na gestão de Charles Azevedo Ferraz. "O fato configura violação à Constituição Federal, já que as contratações efetivadas pelos ex-prefeitos dessas cidades infringiram não apenas o princípio do concurso público, mas também a vedação de acúmulo de cargos públicos de horários incompatíveis".

Ainda de acordo com o MPMG, apesar de a médica ter recebido os salários de dois cargos efetivos e os valores dos contratos temporários de prestação de serviços, ela não teria atuado efetivamente nos três municípios, conforme as horas de trabalho previstas.

Para o MPMG, "os fatos favorecerem o enriquecimento ilícito da profissional, além de configurarem conduta ilegal dos então prefeitos municipais".

Posicionamentos dos envolvidos

O ex-prefeito de Araçuaí, Aércio Jardim, disse por telefone que ainda não foi notificado oficialmente. O ex-gestor afirmou que contratou a empresa em que a médica Fabiana Leite é sócia, portanto os serviços prestados seriam em nome de sua pessoa jurídica. Além disso, Aécio destacou que a empresa contratada recebia pelo número de consultas mensais, com número máximo de 160.

Os ex-prefeitos de Virgem da Lapa e Itinga não foram localizados.

Já a médica Fabiana Silva também não foi localizada. O G1  tentou contato pelos telefones da clínica e também no celular, mas não obteve retorno.

Por Michelly Oda, do G1 Grande Minas

terça-feira, 12 de abril de 2016

NOVA TEMPORADA DO CONCERTO DO ÓRGÃO HISTÓRICO DE DIAMANTINA

Diamantina é um destino turístico com forte tradição musical. A música esta presente no cotidiano do diamantinense, ofertada ao longo de todo o ano em diversos espaços e em variados estilos. É essa musicalidade, tão peculiar à Diamantina, que vêm encantando turistas e visitantes, que muitas vezes chegam motivados por conhecer o patrimônio histórico, o patrimônio natural, e encontram aqui uma cidade em efervescência musical.
O Concerto do Órgão Histórico Almeida e Silva / Lobo de Mesquita é um dos mais belos eventos que compõem a oferta musical de Diamantina. Criado no ano de 2015, o Concerto do Órgão Histórico encantou e emocionou aos mais de 1.300 expectadores que tiveram a oportunidade de assisti-lo em sua primeira temporada anual.

O Órgão Histórico construído na Igreja de Nossa Senhora do Carmo entre os anos de entre 1782 e 1787 pelo padre Manoel de Almeida e Silva, foi regido pelo compositor José Joaquim Emerico Lobo de Mesquita até o ano de 1794, e após décadas desativado, voltou a brindar o publico com sua sonoridade sob a coordenação e interpretação do musico e organista Evandro Archanjo.
Para a temporada de 2016 do Concerto do Órgão Histórico, estão programadas 21 edições, a serem realizadas entre os meses de abril a novembro. A produção executiva e a comercialização de ingressos para o evento são realizadas pela Minhas Gerais Turismo, empresa parceira do evento, o qual conta também conta com o apoio da Venerável Ordem Terceira de Nossa Senhora do Carmo e da Prefeitura de Diamantina.

Confira temporada de 2016 do Concerto do Órgão Histórico:
Cartaz: Divulgação. Clique para ampliar
Comercialização de ingressos:
Visite o site www.minhasgerais.com
Entre em contato por e-mail faleconosco@minhasgerais.com
Entre em contato por telefone (38) 3531-1667
Conheça a agência 🏢Rua da Quitanda, 22, 1º andar, Centro🏢


Serviço: Concerto do Órgão Histórico
Período: Abril a Novembro de 2016
Redação: Alberis Mafra – alberismafra@yahoo.com.br

segunda-feira, 11 de abril de 2016

PREFEITURA DE LEME DO PRADO-MG ABRE NOVO CONCURSO. 14 VAGAS, COM SALÁRIOS DE ATÉ R$10.000,00

Prefeitura Municipal de Leme do Prado, Minas Gerais, abre vagas em concurso para cargos de todos os níveis de escolaridade.

A Prefeitura Municipal de Leme do Prado, Minas Gerais, lançou edital nº 01/2016 de concurso público, visando o provimento de vagas em cargos efetivos do seu quadro de pessoal permanente. A empresa JMS TECNOLOGIA E SERVIÇOS é a responsável pelo certame, que prevê remuneração entre R$ 880,00 e R$ 10.000,00. A jornada de trabalho pode ser de 20 ou 40 horas por semana.
Vista da Prefeitura de Leme do Prado
Há 14 vagas neste concurso, para contratações imediatas, com chances para os níveis alfabetizado ao superior, distribuídas para os cargos de Contador, Controlador Geral, Educador Físico, Enfermeiro - PSF, Gari, Médico - PSF, Motorista I - PSF, Operador de Máquinas Pesadas – Trator Agrícola, Operador de Máquinas Pesadas – Motoniveladora/ Patrol e Técnico em Higiene Dental - PSF.

Para visualizar o edital, clique aqui

O candidato realizará sua inscrição exclusivamente pelo site www.jmsbhz.com.br/concurso, de 11 de abril a 10 de maio de 2016, ou no terminal de apoio, fornecido pela banca organizadora, localizado na Prefeitura de Leme do Prado. A taxa de inscrição  custa de R$ 50,00 a R$ 120,00.


O concurso público constará de prova objetiva de múltipla escolha, teste dirigido de múltipla escolha e prova de títulos, a depender do cargo pretendido. A data prevista para realização das provas é dia 12 de junho de 2016.

A prova prática de Direção Veicular, de caráter eliminatório, será aplicada para os candidatos aos cargos de Motorista I PSF e Operador de Máquinas Pesadas que alcançarem o mínimo de 50% nas provas objetivas, limitando a três vezes o número de vagas para cada cargo.

Com validade de dois anos, a contar da data de sua homologação, este concurso pode ser prorrogado, conforme o interesse da Administração.

O edital e todas as informações atualizadas devem ser obrigatoriamente conferidos na página da organizadora.

segunda-feira, 4 de abril de 2016

Com status de estrada federal, BR-367 lembra trilha com buracos, valas e poeira

Suas más condições fazem de Chapada do Norte, Jacinto e Salto da Divisa três dos únicos cinco municípios mineiros sem ligação asfáltica.

Berilo, Chapada do Norte e Minas Novas – O Fiat Uno de lataria maltratada, tanque de combustível, peito de aço e cárter com várias soldas e remendos é um guerreiro das estradas. Nele, o motorista João Soares de Mendonça, de 56 anos, faz o que muitos no Vale do Jequitinhonha temem: leva gestantes, doentes, idosos, estudantes e trabalhadores de Chapada do Norte para Minas Novas (20 quilômetros de distância) ou para Berilo (21 quilômetros). Com experiência e disposição, mergulha na poeira da BR-367, desviando-se de buracos, controlando a trepidação sobre pedras, as quedas em valas, os atoleiros e os lamaçais escorregadios. Mas, às vezes, nem mesmo o Uno batalhador de João Soares consegue vencer a degradação dessa rodovia federal, que é considerada uma das piores do estado – sobretudo quando chove por mais de dois dias ou quando o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) deixa de dar manutenção nos trechos de terra que fazem de Chapada do Norte um dos cinco municípios mineiros ainda isolados por falta de asfalto.
BR-367 é uma das piores do Brasil: confira o vídeo
Apesar de não ter um título – como a BR-381, conhecida como a “Rodovia da Morte” pelo grande volume de vítimas de suas curvas fechadas – nem concentrar um número acentuado de acidentes, como as BRs 040 e 116, a BR-367 figura no grupo de vias que não precisam de problemas pontuais em pontes e barreiras para se tornar intransitável. A reportagem do Estado de Minas acompanhou os dramas e as dificuldades de quem precisa trafegar por rodovias que são consideradas as mais precárias de Minas Gerais para mostrar que o abandono e a falta de melhorias para caminhos que são importantes ligações regionais paralisam atividades econômicas e impedem o desenvolvimento social em vários municípios, que só podem recorrer a essas estradas.

O maior aperto que o motorista João Soares já passou foi quando uma mulher teve de dar à luz dentro do Uno. “Fiquei preso no barro de um morro quando levava a moça para o hospital, em Chapada. A sorte é que passou uma caminhonete traçada (com tração nas quatro rodas) da Polícia Militar e o guarda fez o parto dentro do meu carro. Não fosse isso, corria o risco de a mulher e de o bebê morrerem, porque não tinha ninguém para fazer nascer a criança”, lembra. “Desde que tinha 8 anos escuto falarem que o asfalto vai sair, mas não sai nada. E a gente fica aqui, se arrebentando nesse mundo véio (sic) de pedras e barro dessa rodovia”, desabafa.

No meio da estrada, surge uma placa que indica início do asfalto a 300 metros. Parece um alento. Mas o que deveria ser um alívio engana quem desconhece a estrada. São apenas 700 metros de asfalto, que compreendem duas curvas, até uma nova placa alertar para o fim do pavimento a 300 metros. Joaquim Santana, de 47, motorista de escolar, lembra quando construíram aquela parte. “Aquilo (o pequeno trecho pavimentado) é um tapa na nossa cara. Vieram uns engravatados aqui, mediram, trouxeram máquinas, fizeram um quilômetro de asfalto e depois foram embora. Deixaram a gente aqui, destruindo os carros.

A suspensão quebra, os pneus cortam; temos pneus novos na garagem que já estão cortados por causa das pedras. E, pior, os alunos vivem chegando atrasados. Uma viagem que levaria menos de 40 minutos é feita sempre em mais de uma hora”, calcula. Por causa dessas condições, uma linha de ônibus que fazia o itinerário de Minas Novas a Chapada do Norte parou de circular desde janeiro. Segundo o especialista em transporte e trânsito Silvestre de Andrade Puty Filho, asfaltar um segmento tão pequeno no meio de uma estrada de terra não faz sentido do ponto de vista da engenharia.
Juarez Rodrigues/EM/DA Press
Asfalto, quando existe, é em trecho de 700 metros que só aumenta a indignação dos motoristas (foto: Juarez Rodrigues/EM/DA Press)

Uma das pontes de madeira do caminho para Berilo já cedeu duas vezes, com caminhões caindo no Rio Capivari. O limite de peso chegou a ser estabelecido em 12 toneladas, mas veículos de transporte de carga mais pesados do que isso continuam a passar pelo local, comprometendo ainda mais a segurança e a vida útil da estrutura já precária. Os mesmos problemas afligem outros municípios sem ligações asfálticas, como Jacinto e Salto da Divisa, também na BR-367, além de São João das Missões e Montalvânia, na BR-135, no Norte de Minas.

Via Estado de Minas

sexta-feira, 18 de março de 2016

CACHOLA EMPREENDEDORA ABRE INSCRIÇÕES NO VALE DO JEQUITINHONHA

Projeto vai reunir jovens para propor e desenvolver ideias de empreendedorismo social em suas comunidades

Estão abertas, até o 27 de Março, as inscrições para o projeto Cachola Empreendedora – Laboratório de ideias. Durante o ano de 2016, o projeto vai promover encontros entre jovens de municípios do baixo e médio Jequitinhonha e estimular o desenvolvimento de soluções para demandas locais. O Cachola é uma iniciativa da Fundação Telefônica (SP), em parceria com o Cededica-Vale (Pedra Azul), a Casa da Juventude (Itaobim) e a organização Monsa (Almenara).


Podem se inscrever jovens de 15 a 29 anos, moradores de Pedra Azul, Almenara, Itaobim, Ponto dos Volantes, Itinga, Bandeira e Jequitinhonha.  O principal critério para a participação é o interesse e a disposição para propor ideias transformadoras. Serão selecionados 500 jovens, que vão participar de encontros presenciais em Pedra Azul, Almenara e Itaobim (conforme proximidade da cidade do participante) e atividades à distância por meio de grupos do Facebook.

A partir de um diagnóstico das demandas dos municípios, os jovens vão propor ideias para solucionar problemas ou potencializar iniciativas de suas comunidades. As ideias serão testadas e desenvolvidas ao longo do ano, com o apoio de educadores e profissionais. Para isso, o grupo terá formações em empreendedorismo, tecnologia, mobilização social e direitos das juventudes. Ao fim do projeto, a  ideia poderá ser escolhida para receber apoio da Fundação Telefônica.
O projeto, que está sendo desenvolvido no Vale do Jequitinhonha pelo segundo ano,  é parte da Plataformmasa de Desenvolvimento de Empreendedores da Fundação Telefônica, que desenvolve iniciativas semelhantes nos estados de São Paulo e Pará.
A inscrição pode ser realizada por meio do formulário disponível online ou presencialmente nos endereços abaixo:

Almenara: Rua Deraldo Guimarães, 85 – Centro (Monsa)
Pedra Azul: Praça Hormino de Almeida, 214 – Centro (CEDEDICA-VALE)
Itaobim -  Rua 02, 171 – São Cristovão (Casa da Juventude)

Serviço:

O quê: Inscrições abertas para o projeto Cachola Empreendedora – Laboratório de ideias
Para quem: jovens de 15 a 29 anos, moradores de Pedra Azul, Itaobim,  Almenara, Bandeira, Jequitinhonha, Ponto dos Volantes e Itinga.
Quando: até o dia 27 de Março
Onde: online www.cededica-vale.com.br  ou presencialmente nos endereços
Almenara: Rua Deraldo Guimarães, 85 – Centro (Monsa)
Pedra Azul: Praça Hormino de Almeida, 214 – Centro (CEDEDICA-VALE)
Itaobim -  Rua 02, 171 – São Cristovão (Casa da Juventude)

sexta-feira, 11 de março de 2016

ELIEZER GONÇALVES: CLIPE MUSICAL DO VALE É PREMIADO EM FESTIVAL NACIONAL

Natural de Coronel Murta, Eliezer Gonçalves venceu na categoria “Prêmio do Público para Videoclipe de Música Própria”.

O Clipe “All Star”, faixa 2 do cd "Afinal, tudo é subjetivo?", lançado em 2015, pelo murtense Eliezer Gonçalves, foi premiado na 4ª edição do Festival de Clipes e Bandas. O estudante de Geografia, que se declara “apaixonado por musica”, compõe desde a adolescência. A música vencedora, inclusive, foi composta na sua adolescência. O festival de clipes e bandas é o maior festival de clipes do Brasil e conta com um acervo que vai de Tom Zé a Marcelo Jeneci.

O mineiro define a música “como uma musica simples, com uma guitarra complexa e um contrabaixo marcante”. A critica belorizontina avaliou sua voz como "Canto de sussurro".

Atualmente morando em Belo Horizonte, a carreira de Eliezer está despontando, tenho feito participações em programas de TV e rádios, além de tocar em eventos dentro e fora de Belo Horizonte.

Eliezer Gonçalves no Clipe All Star

“Sou extremamente fã do Vale, das pessoas do Vale. Amo o Jequitinhonha, estudo a questão indígena no Vale e sou apaixonado pelos cantores do Vale, como Paulinho Pedra Azul, Rubinho do Vale e Pereira da Viola”, afirma Eliezer.

Perfil no Facebook: Eliezer Gonçalves
Página no Facebook: Eliezer Gonçalves
Canal no Youtube: Canal Eliezer Gonçalves

Acompanhe o Clipe All Star:

quinta-feira, 3 de março de 2016

MORRE, AOS 55 ANOS, TICO NEVES, JORNALISTA E EX-PREFEITO DE CAPELINHA

Compartilhar
Faleceu no início da tarde desta quinta-feira, 3 de março de 2016, aos 55 anos, o jornalista, ex-vereador, ex-prefeito e secretário de comunicação social da Prefeitura de Capelinha, Valmir Sebastião Neves, de 55 anos. Tico Neves, como era conhecido, lutava contra um câncer desde junho de 2014 e veio a óbito no Hospital Felício Rocho, em Belo Horizonte.

A Prefeitura Municipal decretou luto oficial de sete dias. O mutirão de limpeza e combate ao mosquito Aedes Aegypti, marcado para esta sexta-feira, 4 de março, foi cancelado.



Tico Neves no estúdio da Rádio Aranãs FM – Foto: Arquivo / Tico Neves


Trajetória


Tico Neves nasceu em 29 de dezembro de 1960 e fez parte de uma prole de oito irmãos. Casou-se com Maria Geralda Neves (Preta Vieira), com quem teve três filhas (Maria Tereza, Maria Luíza e Ana Beatriz). Formou-se em jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG) em 1985 e no ano seguinte fundou o jornal Voz do Jequitinhonha, o primeiro impresso profissional de Capelinha.

O jornalista participou da criação da Festa do Capelinhense Ausente, promoveu eventos e era animador de todo tipo de festa que acontecia em Capelinha e várias cidades da região.

Em 1988 se elegeu vereador e continuou na carreira política até 2008. Coordenou algumas campanhas políticas, foi candidato a prefeito em 2000 e a deputado estadual em 2002. Tico Neves assumiu a administração municipal de Capelinha no período de 4 de março a 3 de dezembro de 2004.

Publicidade
Nos anos 80, participou ativamente da Semana da Cultura e foi presidente da Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Capelinha (ACIAC), por vários anos. Teve uma atuação marcante na Rádio Aranãs FM, desde a sua fundação em 1991, sendo seu gerente e depois diretor geral. Na emissora criou o programa Canta Minas, voltado para a música e a cultura mineira e foi o idealizador da Copa Aranãs FM de Futebol, evento que movimentou o esporte na região entre 2007 e 2013.

Em 2009, Tico Neves lançou o livro “No tempo das gabirobas”, um resgate da memória fotográfica e histórica de Capelinha. O livro enfoca o período de 1809, ano da fundação da cidade até 1975.

No início de 2013, assumiu a Secretaria de Comunicação de Capelinha e se afastou em meados de 2014. Em 2015 reassumiu a Secretaria, porém teve que retomar o tratamento.




Comoção

Um clima de luto e tristeza tomou Capelinha. Amigos, familiares e colegas de trabalho lamentam a perda. “Tico Neves, você foi um grande exemplo de amor a esta terra. No auge de seu entusiasmo, você gritava: “Valeu Capelinha!” Neste momento de sua partida para junto de Deus, todos nós capelinhenses lhe dizemos: Valeu, Tico Neves! Vá com Deus!”, historiador José Carlos Machado.

“Luto… Morre Tico Neves… Que Deus o receba de braços abertos e conforte o coração dos familiares e amigos… Há dois anos lutava contra um câncer. O momento é de muita tristeza… Descanse em paz meu amigo! Obrigado por tudo que me ensinou…”, locutor Rogério Chaves.

“Descanse em paz Tico Neves. Obrigado pelos ensinamentos e pela serenidade nos transmitida. Vá com Deus.”, vereador e radialista Jaílson Pereira.

“Tico Neves foi marco no radio e na vida publica. No Radio foi um grande professor de todos nós da Equipe Aranãs FM. Estamos aqui, todos perdidos, sem norte, ainda pegos pela triste notícia. Estamos silenciosos… Silêncio de quem partiu emudecido por uma doença, mas jamais calado por uma fé inabalável, de quem via no ‘mestre Jesus’ o amparo necessário. Vá em paz, amigo. Pois continuaremos nossa missão de narrar seus feitos, e assim, eternizar a tua maravilhosa e importante missão aqui na terra.”, vereador e locutor Cleuber

Via Aconteceu no Vale

Blogger Themes

2leep.com

 
Powered by Blogger