quinta-feira, 12 de setembro de 2013

EX-PREFEITO DE ARAÇUAI SE APRESENTA NESTA SEXTA-FEIRA À PF EM BELO HORIZONTE

Por Sérgio Vasconcelos, do Gazeta de Araçuaí

Aécio Jardim nega participação no escândalo que desencadeou a Operação Esopo em vários estados do Brasil e cidades do norte de MG e Vale do Jequitinhonha para apurar desvio de verbas do Ministério do Trabalho através do IMDC.

O médico e ex-prefeito concedeu por telefone entrevista ao jornal Gazeta. Foto: arquivo

O ex-prefeito de Araçuai, no Vale do Jequitinhonha (MG) o médico Aécio Silva Jardim (PDT) vai se apresentar nesta sexta-feira (13) às 9 da manhã na sede da Polícia Federal em Belo Horizonte.

Ele está na capital mineira desde a tarde de quarta-feira,(11) quando, acompanhado de dois advogados se apresentou espontaneamente à Polícia Federal. “ O delegado que acompanha o caso, marcou para esta sexta-feira o meu depoimento”, disse Jardim . “Estou arrolado no processo como investigado, assim como os outros prefeitos que assinaram convênios com o IMDC. Nós somos a parte miúda de tudo isso e vou provar que nada fiz de errado”, disse ele.

Em entrevista  por telefone, ao jornal Gazeta , na tarde desta quinta-feira,  ele reagiu às notícias de que está foragido. “ Não foi expedido nenhum mandado de prisão contra mim e sim um mandado de busca e apreensão. A Polícia Federal esteve em minha casa em Araçuai e em Salinas, onde moro atualmente. Eles procuravam dólares e documentos oficiais. Vasculharam tudo. Nada foi encontrado porque eu não participei de nada disso. Tudo era passado diretamente para o IMDC-“ afirma o ex-prefeito.

O IMDC  Instituto Mundial de Desenvolvimento e Cidadania,  está no centro de um escândalo de desvio de verbas do Ministério do Trabalho e Emprego que pode chegar a R$ 400 milhões.

A operação batizada de Esopo, foi deflagrada na última segunda-feira (9) e envolveu Ministério Público Federal, Controladoria  Geral da União (CGU) e Polícia Federal. Na segunda-feira, agentes da PF e da CGU levaram todos os documentos referentes ao convênio da prefeitura de Araçuai com o IMDC.

A operação que prendeu 22 pessoas, incluindo seis ex-prefeitos, provocou a queda de quatro pessoas no Ministério do Trabalho e Emprego, entre elas o número 2 da pasta, o secretário-executivo Paulo Roberto Pinto, filiado ao PDT.

Em 2010 o IMDC foi responsável pelo Programa Projovem em Araçuai, através de um convênio de R$1.5 milhão ( Um milhão e 500 mil) para executar  projeto de formação de mão de obra para pessoas de 19 a 29 anos. O programa apresentou várias irregularidades.

De acordo com o ex-prefeito técnicos do Ministério do Trabalho e do IMDC acompanharam todo o processo.

Sobre o saque de  R$ 755 mil reais em uma conta do Banco do Brasil, Aécio Jardim afirmou que todo o dinheiro foi repassado para o IMDC.

“Nenhuma prefeitura faz esse tipo de saque.  Quando o dinheiro entrava na conta o pessoal do IMDC já ligava pedindo para fazer o repasse. Assim como os outros prefeitos eu também fui enganado. Como não aceitar um projeto para capacitar mais de mil jovens, com uma pequena contrapartida da prefeitura? Eu queria o que fosse de melhor para Araçuai”, disse ele.

O ex-prefeito apontou o deputado federal Ademir Camilo como intermediário de todo o programa. “ Como eu tenho divergências políticas  com o deputado, acabei não participando de nada, inclusive da aula inaugural  do Programa que fizeram em Araçuai, juntamente com o então ministro do Trabalho Carlos Lupi”, lembrou o ex-prefeito. O deputado nega as acusações.

Sobre o envolvimento do seu nome no escândalo, Aécio Jardim foi categórico. “ O delegado da Polícia Federal disse para mim que todos os bandidos estão presos. Estou com minha consciência tranquila. Nunca desviei um tostão de prefeitura. A Polícia Federal já vasculhou a minha conta e de todos os meus familiares. Nada foi encontrado”, afirmou o ex-prefeito que estava de viagem marcada para o Uruguai, Argentina e Chile. “Não tenho mais condições psicológicas de viajar”, admitiu Aécio Jardim, reconhecendo estar decepcionado com a política. “Não quero mais saber disso”, finalizou.

Sobre o Autor: Bernardo Vieira
  • Perfil Completo
  • Website | Google+ | Twitter | Facebook
    Bernardo Vieira

    Sou mais um apaixonado pelo Vale do Jequitinhonha e suas riquezas. Venho, através deste blog, tentar expandir a cultura do vale, bem como trazer novidades e coisas úteis em geral. Formado em Administração pela UFLA - Universidade Federal de Lavras e Funcionário Público Estadual (TJMG). contato pelo email: nabeminasnovas@yahoo.com.br ou bernardominasnovas@hotmail.com.

    1 comentários:

    Anônimo disse...

    ele mente claramente quando diz: não desviei um tostão da prefeitura kkkkkkkkkkkkkkcomédia demais

    Postar um comentário

    As opiniões expostas nos comentários não refletem as do autor do Blog.Não serão aceitos comentários ofensivos, de baixo calão.

    Blogger Themes

    2leep.com

     
    Powered by Blogger