segunda-feira, 23 de março de 2015

ALUNO DO CÂMPUS ARAÇUAÍ É DESTAQUE EM FEIRA NACIONAL DE CIÊNCIAS E ENGENHARIA

O estudante Guilherme Carvalho Prates, do 2º ano do técnico em Meio Ambiente do IFNMG-Câmpus Araçuaí, foi premiado na 13ª Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), promovida pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, uma das principais feiras de ciências que ocorrem anualmente  no  Brasil e que, neste ano, reuniu trabalhos de estudantes de todo o país em cerca de 320 estandes.
O estudante Guilherme e seu orientador, professor Magno, com o microscópio alternativo de baixo custo.
No evento, que aconteceu de 16 a 20 de março, Guilherme apresentou o projeto “Microscópio alternativo de baixo custo” e foi agraciado por medalhas de reconhecimento ao mérito concedidas pela Sociedade Brasileira de Microbiologia e pela Associação Brasileira de Incentivo à Ciência (destaque em iniciação científica). Além disso, conquistou a quarta colocação da Febrace na área de Biologia.
O microscópio
O trabalho premiado consiste em uma pesquisa realizada para construir um microscópio alternativo e descobrir o real aumento que ele proporciona, comparado ao microscópio óptico de ensino. A partir do protótipo, concebido originalmente pelo professor Miguel Zadoreski (IFMT), Guilherme construiu o microscópio alternativo utilizando sucatas, tais como lente de leitor de DVD e potes de remédios. O projeto foi apresentado na Mostra Científica das Escolas em Araçuaí (Mostrar), realizada no IFNMG-Câmpus Araçuaí em 2014, e classificado em primeiro lugar.
O estudante continuou realizando estudos para provar que o aumento do microscópio alternativo era compatível com o de um microscópio utilizado em laboratório de ensino. Com a orientação dos professores Magno Barbosa Dias e Edilson Luiz Cândido, ele chegou a um resultado de aumento de cerca de 70 vezes, um valor intermediário das ampliações de 40 a 100 vezes obtidos com um microscópio óptico, largamente utilizado no ensino de Ciências.
O professor Magno explica que a vantagem do microscópio alternativo é que seu custo é muito baixo (R$ 2,50) e o benefício que traz para a aplicação na educação científica, muito grande. “Pense num microscópio que tem o poder de ampliar imagens de células de cebola, fungos, entre outras estruturas que jamais poderiam ser vistas a olho nu. Pense num equipamento muito simples de manusear e que pode auxiliar o professor numa aula sobre estruturas microbiológica dos organismos. Esse instrumento é justamente o microscópio alternativo”, conta Magno.
Mostrar
O caminho de Guilherme até a Febrace começou pela Mostrar. Segundo Magno, dependendo da classifcação do trabalho na Mostra, o aluno é levado para outras feiras em nível estadual, nacional e com perspectivas de chegar até a feiras internacionais.
Para Guilherme, a Mostrar foi um importante espaço de incentivo. “Tanto os colegas quanto os professores que me orientaram apostaram na minha capacidade e acho que correspondi, mas quero continuar divulgando esse trabalho nas escolas e incentivar mais jovens a buscarem esse caminho”, diz o estudante.

 Via IFNMG

Sobre o Autor: Bernardo Vieira
  • Perfil Completo
  • Website | Google+ | Twitter | Facebook
    Bernardo Vieira

    Sou mais um apaixonado pelo Vale do Jequitinhonha e suas riquezas. Venho, através deste blog, tentar expandir a cultura do vale, bem como trazer novidades e coisas úteis em geral. Formado em Administração pela UFLA - Universidade Federal de Lavras e Funcionário Público Estadual (TJMG). contato pelo email: nabeminasnovas@yahoo.com.br ou bernardominasnovas@hotmail.com.

    0 comentários:

    Postar um comentário

    As opiniões expostas nos comentários não refletem as do autor do Blog.Não serão aceitos comentários ofensivos, de baixo calão.

    Blogger Themes

    2leep.com

     
    Powered by Blogger