segunda-feira, 23 de setembro de 2013

RECEPTIVO FAMILIAR: TURISMO SOLIDÁRIO NO VALE DO JEQUITINHONHA

Receptivo familiar: Turismo Solidário possibilita vivenciar a rotina de comunidades no norte de Minas Gerais.

*Replicado do excelente Dentro do MochilãoAutora: Cris Marques

Há pelo menos uns quatro anos ouço falar de um programa em Minas Gerais chamado Turismo Solidário. Cheguei citá-lo nessa postagem de janeiro de 2012. Na época, tentei conhecer o projeto, mas por incompatibilidade de datas e meu curto tempo em Minas não tive oportunidade.




No início de setembro desse ano, cheguei no estado para passar um temporada e pude, finalmente, conhecer o programa que abrange oito municípios do Alto Vale do Jequitinhonha, no norte do estado.

Programa de Turismo Solidário

Criado em 2005, pelo Idene — Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais em parceria com o Ministério do Turismo, o programa tem como objetivo despertar no turista o interesse em participar do processo de transformação social e econômico da região. Mais do que uma simples visita, o viajante é convidado a interagir, por meio da convivência, com os moradores locais. O programa incentiva o contato com a cultura local através de oficinas de artesanato, gastronomia e práticas rurais. Essa é uma forma de viajar que contempla regiões de riquíssima beleza natural e cultural.

O Vale do Jequitinhonha é uma das regiões com o menor índice social e econômico do estado. O programa é uma grande oportunidade de desenvolvimento, muito além do caráter econômico, e sim, como possibilidade de crescimento profissional e pessoal. O Turismo Solidário é uma alternativa para o desenvolvimento sustentável dessas comunidades, que utiliza o turismo como ferramenta de transformação e possibilita melhores condições de vida para quem vive na região.

Receptivos Familiares

Cada casa foi avaliada por uma equipe técnica e os moradores foram capacitados para receber os turistas.  O que não é nenhuma dificuldade para a hospitalidade do povo mineiro. O ambiente é sempre muito acolhedor e em qualquer casa que você escolher, será recebido  de braços abertos e com um bom cafezinho quente.


No curso de capacitação os moradores aprenderam que o visitante, ao fazer esse tipo de turismo, busca o contato com a realidade e cultura local, principalmente com a culinária. Foi recomendado ao receptivo sempre oferecer a boa e típica comida mineira que são acostumados a fazer no dia a dia.

O carinho e atenção é tão grande, que é impossível não se sentir em casa. Parecia que eu estava visitando os parentes do interior. As acomodações são em quartos que próprios moradores cedem para receber o turista. Apesar da simplicidade, tudo é muito limpo e bem organizado, para que o turista se sinta confortável e à vontade. Esse tipo de turismo valoriza o modo de vida local e incentiva a preservação desse estilo.

Falta de turistas é a maior dificuldade

Ao longo dos anos de estudo e prática com o turismo solidário e voluntário no Brasil, acompanhei inúmeros (ótimos) projetos e ações que foram extintos por falta de turistas. O caminho que segue o Programa Turismo Solidário de Minas Gerais não é diferente. Apesar de ainda existir, fomentar esse tipo de ação em uma região pouco explorada pelo turismo é muito complexo, pois envolve não somente os baixos índices de desenvolvimentos sociais e econômicos, como problemas de infra-estrutura que inclui a mobilidade — no caso, a falta dela. Aspectos esses, que  infelizmente, pesam para implementação de um produto turístico. Ainda mais, sendo uma proposta tão nova e “ousada” para os padrões de viagem dos brasileiros. Nessas condições adversas, o programa vai se mantendo na corda bamba.

Para ver a reportagem completa Clique Aqui

Sobre o Autor: Bernardo Vieira
  • Perfil Completo
  • Website | Google+ | Twitter | Facebook
    Bernardo Vieira

    Sou mais um apaixonado pelo Vale do Jequitinhonha e suas riquezas. Venho, através deste blog, tentar expandir a cultura do vale, bem como trazer novidades e coisas úteis em geral. Formado em Administração pela UFLA - Universidade Federal de Lavras e Funcionário Público Estadual (TJMG). contato pelo email: nabeminasnovas@yahoo.com.br ou bernardominasnovas@hotmail.com.

    0 comentários:

    Postar um comentário

    As opiniões expostas nos comentários não refletem as do autor do Blog.Não serão aceitos comentários ofensivos, de baixo calão.

    Blogger Themes

    2leep.com

     
    Powered by Blogger