terça-feira, 10 de setembro de 2013

POLÍCIA FEDERAL DESCOBRE SAQUE DE QUASE R$ 1 MILHÃO EM CONTA DA PREFEITURA DE ARAÇUAÍ

Ex-prefeito é alvo de investigações da operação 'Esopo'. Polícia investiga desvio de recursos públicos em processos licitatórios.

Agentes da Polícia Federal e da Controladoria Geral da União descobriram nesta segunda-feira (9) um saque realizado em 23 de julho de 2010 no valor de R$ 755.368,67 da conta da prefeitura de Araçuaí (MG), entre os documentos apreendidos na operação "Esopo".
 
Foto: Divulgação PF
Os três agentes da Polícia Federal e dois da Controladoria Geral da União passaram a manhã no prédio da prefeitura, na Rua Dom Serafim, no Centro da cidade, analisando documentos da gestão do ex-prefeito Aécio Silva Jardim, entre os anos de 2009 e 2012.

A conta foi aberta no Banco do Brasil em 20 de janeiro de 2010. Os policiais levaram extratos bancários desde a abertura da conta até o dia 31 de dezembro de 2012.

A análise desses documentos fazem parte da operação "Esopo", de combate ao desvio de recursos públicos a partir de processos licitatórios. A operação da Polícia Federal em conjunto com o Ministério Público Federal, Controladoria Geral da União e Receita Federal foi deflagrada na manhã desta segunda-feira em outras cinco mineiras, além de outros nove estados e Distrito Federal.

Em Araçuaí, os agentes tinham em mãos uma lista de documentos que foram apreendidos. A grande maioria, documentos originais de empenhos, extratos bancários e de processos licitatórios. Foram analisados documentos das secretarias de administração, fazenda e desenvolvimento social.

ProJovem

Criado em 2005 e reestruturado em 2008 quando passou a ser denominado de Projovem Integrado, o programa federal é uma extensão da Política Nacional de Juventude e se divide em quatro modalidades, voltada aos jovens com diferentes perfis. Cada uma é gerida por um órgão federal diverso, mas sempre conta com a parceria de estados e municípios.

Em Araçuaí, após um processo licitatório realizado em 2009, o Instituto Mineiro de Desenvolvimento e Cidadania (IMDC) sagrou-se vencedor para executar as ações do programa na cidade. O valor de R$ 1.510.381,25 foi recurso disponibilizado pela União e R$ 79.493,75 seria a contrapartida da prefeitura de Araçuaí. Este contrato também foi alvo da Polícia Federal, mas as cópias não foram encontradas.

A PF também tentou ter acesso a relatórios de contribuintes, boletins cadastrais e laudos do setor de arrecadação do governo Aécio, mas não obteve sucesso. No início deste ano o atual prefeito, Armando Paixão teve que recorrer a justiça para obter o banco de dados da prefeitura e mesmo assim o recebeu com dados danificados. Os policiais fizeram um relatório sobre o ocorrido e deixaram o prédio da prefeitura pouco antes das 14h.

Até às 17h45 desta segunda-feira, Aécio Silva Jardim não foi encontrado para prestar esclarecimentos.

Por Diego Souza, do G1 Grande Minas

Sobre o Autor: Bernardo Vieira
  • Perfil Completo
  • Website | Google+ | Twitter | Facebook
    Bernardo Vieira

    Sou mais um apaixonado pelo Vale do Jequitinhonha e suas riquezas. Venho, através deste blog, tentar expandir a cultura do vale, bem como trazer novidades e coisas úteis em geral. Formado em Administração pela UFLA - Universidade Federal de Lavras e Funcionário Público Estadual (TJMG). contato pelo email: nabeminasnovas@yahoo.com.br ou bernardominasnovas@hotmail.com.

    0 comentários:

    Postar um comentário

    As opiniões expostas nos comentários não refletem as do autor do Blog.Não serão aceitos comentários ofensivos, de baixo calão.

    Blogger Themes

    2leep.com

     
    Powered by Blogger