sábado, 6 de abril de 2013

POLÍCIA AMBIENTAL APREENDE MAIS DE 30 TONELADAS DE AROEIRA EM ARAÇUAI


A proprietária da fazenda e dois homens, entre eles, um vereador de Itinga (MG) foram autuados.

De acordo com a Polícia, foram cortados 103 pés de aroeira de 30 metros de altura cada. Foto: Polícia Militar
Mais de 100 árvores de aroeiras centenárias foram cortadas ilegalmente na fazenda Angico , em Araçuai (MG) Vale do Jequitinhonha.
 
A proprietária da fazenda e dois homens, entre eles, um vereador de Itinga (MG) foram autuados.

A Polícia Ambiental apreendeu 66 mourões, correspondentes a 25 árvores cortadas e prontas para a venda. " O restante foi retirado da fazenda, antes da nossa chegada. Contabilizamos o corte de 103 árvores, com altura média de  30 metros. Elas eram centenárias", informou o sargento Ernani Lopes de Sá. " Foi a maior apreensão de madeira de lei que já fizemos", disse ele.

Durante toda a semana, dois caminhões truck trabalharam na retirada dos mourões.

Nesta sexta-feira (5) os últimos lotes foram depositados em uma área do quartel da Polícia Militar em Araçuai. Eles ficarão à disposição da Justiça.

Crime ambiental

A fazenda pertence a Aline Santos Sousa, 31 anos,  natural da Bahia e residente em Trancoso, no município de Porto Seguro (BA).

O corte das árvores foi feito pelo seu irmão, Paulo Vítor, de 27 anos, utilizando uma moto-serra e um trator jerico pertencente ao vereador Pedro Jerômino, conhecido por Lili, do município de Itinga (MG).

O vereador foi autuado por concorrer com a prática de corte ilegal de árvores protegidas por lei. Ele foi multado em R$ 5.659,00. O vereador disse que cedeu o trator para uma outra finalidade na fazenda.

Um outro fazendeiro envolvido no crime, Clemente Luiz Gonçalves, 73 anos, também foi autuado e multado em R$ 5.659,00 pelo corte de outras  25 árvores da mesma espécie.

O irmão da proprietária da fazenda, ao perceber a chegada da polícia  fugiu em uma moto e se apresentou no quartel em Araçuai,   no dia seguinte. Ele contou que a responsabilidade pelo corte das árvores era da sua irmã, que confirmou a versão.

A aroeira é uma espécie imune de corte e protegida por lei. " É uma árvore muito cobiçada no mercado negro devido à sua durabilidade. É usada principalmente na construção de currais,  cercas, móveis, varandas de casas e travamentos de imóveis", explica o Cabo Rogério Chaves Siqueira.

A ocorrência será encaminhada ao Ministério Público e à Delegacia de Polícia Civil para abertura de inquérito.

Fonte: Gazeta de Araçuai

Sobre o Autor: Bernardo Vieira
  • Perfil Completo
  • Website | Google+ | Twitter | Facebook
    Bernardo Vieira

    Sou mais um apaixonado pelo Vale do Jequitinhonha e suas riquezas. Venho, através deste blog, tentar expandir a cultura do vale, bem como trazer novidades e coisas úteis em geral. Formado em Administração pela UFLA - Universidade Federal de Lavras e Funcionário Público Estadual (TJMG). contato pelo email: nabeminasnovas@yahoo.com.br ou bernardominasnovas@hotmail.com.

    0 comentários:

    Postar um comentário

    As opiniões expostas nos comentários não refletem as do autor do Blog.Não serão aceitos comentários ofensivos, de baixo calão.

    Blogger Themes

    2leep.com

     
    Powered by Blogger