terça-feira, 29 de janeiro de 2013

PREFEITURA DE CAPELINHA DECRETA ESTADO DE EMERGÊNCIA APÓS FORTE CHUVA


No domingo, chuva de uma hora e apresentou volume de 105 milímetrosNesta segunda, voltou a chover forte na cidade do Nordeste de Minas Gerais.

As chuvas provocaram estragos em várias ruas com a destruição de parte do asfalto. (Foto: Prefeitura de Capelinha)
Voltou a chover forte em Capelinha, no Vale do Jequitinhonha, Leste de Minas Gerais, na tarde desta segunda-feira (28). A chuva forte que caiu na cidade na tarde de domingo (27) destruiu ruas, muros residenciais, danificou uma ponte e o Centro da cidade ficou alagado. No início da tarde, a prefeitura decretou estado de emergência.

Apesar das chuvas, ainda não há informações de vítimas ou desabrigados, mas, de acordo com a assessoria de comunicação da prefeitura, a cidade está em alerta. No fim da tarde desta segunda-feira a prefeitura emitiu uma nota falando sobre os estragos causados pela chuva no domingo.

Houve desmoronamento de muros na cidade. (Foto: Prefeitura de Capelinha)
“A chuva durou cerca de uma hora e apresentou volume de 105 milímetros. Os estragos e prejuízos foram registrados em praticamente todos os bairros e, principalmente, na área central da cidade”, diz a nota.

A prefeitura deu início aos trabalhos para reparar os estragos, mas teve que parar devido a chuva desta tarde. Ainda segundo a assessoria, três pontes sobre o Córrego Areião, no Centro da cidade, tiveram as estruturas comprometidas e terão que ser analisadas.  Nenhuma das pontes havia sido interditadas.
  
Os estragos foram registrados em praticamente todos os bairros e na área central da cidade. (Foto: Prefeitura de Capelinha)
Estado de emergência

A orientação é que a população de Capelinha fique em alerta máximo para se proteger de possíveis temporais nos próximos dias.


Bloquetes, entulhos e lama foram levados para a porta de estabelecimentos comerciais. (Foto: Prefeitura de Capelinha)
“A Prefeitura já decretou estado de emergência e registrará ocorrência para compor o relatório que será enviado ao Governo de Minas e à Coordenadoria Estadual de Defesa Civil-CEDEC, solicitando algum tipo de ajuda para a recuperação dos estragos e prejuízos, o que não é possível apenas com recursos do Tesouro Municipal”, diz na nota.

Segundo o Secretário de Obras, Agnaldo Oliveira, a limpeza da cidade deve demorar cerca de duas semanas e não há previsão para a conclusão dos serviços e recuperação total dos estragos, já que a meteorologia indica a possibilidade de novas chuvas sobre a cidade.

Por Diego Souza, do G1 Vales de Minas Gerais

Sobre o Autor: Bernardo Vieira
  • Perfil Completo
  • Website | Google+ | Twitter | Facebook
    Bernardo Vieira

    Sou mais um apaixonado pelo Vale do Jequitinhonha e suas riquezas. Venho, através deste blog, tentar expandir a cultura do vale, bem como trazer novidades e coisas úteis em geral. Formado em Administração pela UFLA - Universidade Federal de Lavras e Funcionário Público Estadual (TJMG). contato pelo email: nabeminasnovas@yahoo.com.br ou bernardominasnovas@hotmail.com.

    0 comentários:

    Postar um comentário

    As opiniões expostas nos comentários não refletem as do autor do Blog.Não serão aceitos comentários ofensivos, de baixo calão.

    Blogger Themes

    2leep.com

     
    Powered by Blogger