quinta-feira, 29 de novembro de 2012

SEMINÁRIO DA UFVJM EM ARAÇUAI-MG DEBATEU IMPLANTAÇÃO DE CURSOS


Com uma participação ativa dos estudantes do ensino médio de escolas da cidade, o Seminário contou também com a presença de professores, técnicos, empresários e lideranças políticas locais e regionais, com representação de 10 cidades.

O seminário foi realizado no auditório do IFNMG. Foto: Blog do Banu
O Seminário “Vocações regionais e desenvolvimento”, organizado pelo Movimento a UFVJM é nossa!, teve debates acalorados sobre a concepção de campus universitário, cursos a serem implantados e exploração das potencialidades regionais.

Os cursos de Engenharia, principalmente Engenharia de  Minas, Hídrica e Geologia, são os preferidos pela maioria dos participantes do evento realizado dia 26 de novembro, no campus do IFNMG, em Araçuaí.

Com uma participação ativa dos estudantes do ensino médio de escolas da cidade, o Seminário contou também com a presença de professores, técnicos, empresários e lideranças políticas locais e regionais, com representação de 10 cidades.

As inscrições de participantes chegaram a  cerca de 400 pessoas.

Na parte da manhã, houve palestras do reitor da UFVJM – Universidade Federal dos Vale do Jequitinhonha e Mucuri, Pedro Ângelo de Abreu, do deputado federal Reginaldo Lopes, de professores universitários da UFMG, UFVJM e UFV.

A abertura do Seminário foi feita pelo diretor do IFNMG, campus Araçuaí, Pedro Mota.

Como representante do Movimento A UFVJM é nossa! Álbano Silveira Machado falou sobre a história da UFVJM, uma luta de mais de 30 anos, a criação da Nossa Universidade no Governo Lula, as grandes manifestações populares no Vale em protesto à criação de campus em Unaí e Janaúba, a inclusão de criação de campus em Capelinha, Araçuaí e Almenara e as novas tarefas do Movimento para a real implantação de campus  nas três cidades, o mais breve possível.

Ele propôs que o Reitor da UFVJM, Pedro Ângelo, publique em breve, Edital apara doação de terrenos dos campi de Capelinha, Araçuaí e Almenara e de Audiência Pública para a escolha oficial dos cursos a serem instalados em cada unidade universitária.

Respaldados com estes dois documentos, seriam apresentado os projetos técnicos de campus ao MEC e realizado pressões políticas para a liberação de recursos financeiros e humanos pelo Governo Federal para a instalação e funcionamento dos campi.

Cursos

Mário Fonseca, professor da UFV – Universidade Federal de Viçosa, expôs sobre os cursos de engenharia e as potencialidades regionais.

Natural de Virgem da Lapa, ele falou da ausência de infraestrutura regional e nacional, das grandes riquezas minerais encravadas no subsolo do Vale e do grande desafio de convivência no semiárido devido às dificuldades de captação de água para consumo doméstico e para a produção agropecuária.

Destacou os cursos de Engenharia de Minas e Geologia como fundamentais para formar profissionais e desenvolver pesquisas de tecnologias na exploração de minerais e pedras preciosas abundantes no Vale e em Minas Gerais.

Ressaltou a importância da Engenharia Hídrica nos estudos, pesquisas e usos da água no semiárido brasileiro, considerando este um dos principais cursos a serem implantados no campus m Araçuaí.

O professor José Renan da Cunha Melo, do curso de Medicina da UFMG, falou da emoção em retornar à sua terra natal, Araçuaí. Como membro de comissão especial do MEC para instalação de cursos de Medicina no país, relatou os grandes investimentos necessários para a criação de cursos na área de saúde e as dificuldades em mantê-los.

O Reitor da UFVJM, Pedro Ângelo de Abreu, fez uma exposição sobre a Nossa Universidade, destacando o objetivo estratégico em se tornar uma das maiores universidades do país, com o compromisso de contribuir com o desenvolvimento sustentável dos Vales do Jequitinhonha, Mucuri, norte e noroeste de Minas. Ele frisou que é necessário gestões políticas junto ao MEC para que recursos financeiros e humanos sejam liberados para a efetivação do campus

O deputado federal Reginaldo Lopes (PT-MG), dissertou sobre a necessidade de reformulação do ensino médio, da formação tecnológica e da expansão e interiorização de universidades no Brasil, nos governos Lula e Dilma.

Ele disse que está solidário na luta pela implantação de campus em Araçuaí, Capelinha e Almenara, assim como na instalação de unidades do Instituto Federal de Educação Tecnológica em outras cidades do Vale.

Ele propôs que os três campi (Araçuaí, Almenara e Capelinha) deveriam ter, inicialmente, 5 cursos de ciências afins.

Assim, cada campus poderia ser de Engenharia, Ciências Sociais Aplicadas, de Saúde ou de Licenciatura, por exemplo. Que esta proposta seja discutida de forma solidária, sem concorrências entre as novas unidades, mas que sejam complementares em atender às carências de formação universitária na região.

O deputado afirmou que com a aprovação oficial dos cursos, escolhidos pela população, e a doação dos terrenos à UFVJM, a nova expansão de criação de Universidades e campus a ser anunciada pela Presidenta Dilma poderia contemplar as unidades universitárias de Araçuaí, Capelinha e Almenara. Colocou que esta autorização poderia se dar até 2015.

O professor Leonel, da UFVJM, campus Mucuri, fez uma explanação sobre a importância de controle social sobre as Universidades, e era isso que acontecia com o Movimento do Jequitinhonha.  Denunciou a falta de mais de mil professores de física, química e matemática na educação básica nos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, tendo necessidade de cursos de licenciatura na região.

À tarde, os participantes do Seminário apontaram a área de engenharia como a preferida para implantação de cursos no campus Araçuaí.

Sobre o Autor: Bernardo Vieira
  • Perfil Completo
  • Website | Google+ | Twitter | Facebook
    Bernardo Vieira

    Sou mais um apaixonado pelo Vale do Jequitinhonha e suas riquezas. Venho, através deste blog, tentar expandir a cultura do vale, bem como trazer novidades e coisas úteis em geral. Formado em Administração pela UFLA - Universidade Federal de Lavras e Funcionário Público Estadual (TJMG). contato pelo email: nabeminasnovas@yahoo.com.br ou bernardominasnovas@hotmail.com.

    0 comentários:

    Postar um comentário

    As opiniões expostas nos comentários não refletem as do autor do Blog.Não serão aceitos comentários ofensivos, de baixo calão.

    Blogger Themes

    2leep.com

     
    Powered by Blogger