sexta-feira, 13 de julho de 2012

MINAS NOVAS: ESTUDO INDICA 750 MILHÕES DE TONELADAS DE MINEIRO DE FERRO NO MUNICÍPIO



Trabalhos de reconhecimento realizados pela empresa Coffey Mining apontam um potencial de recursos superior a 750 milhões de toneladas.

Localização do estudo. Clique na foto para ampliá-la
Um estudo publicado pela empresa Bahmex (Bahia Mineral Exploration) indicou a presença de mais de 750 milhões de toneladas de minério de ferro, das quais:

- 500 milhões de ITABIRITOS MAGNÉTICOS RICOS friáveis a semi-friáveis, com teores entre 50% e 63% Fe, do tipo Embarque Direto;

- 100 milhões de ITABIRITOS semi-compactos, com teores entre 30% e 50% Fe; e

- 150 milhões de QUARTZITO FERRUGINOSO com teores entre 16% e 30% Fe.

O PROJETO FERRO MINAS NOVAS engloba 107.000 hectares em 59 áreas de autorização de pesquisa para minério de ferro na região de Capelinha-Minas Novas, no Nordeste do Estado de Minas Gerais.

Estudo iniciado no município de Minas Novas-MG.
A área do Projeto situa-se a cerca de 160 km de Montes Claros/MG, 190 de Governador Valadares/MG e 400 km de Brumado/BA, pontos de articulação com as ferrovias Centro Atlântica (FCA), Vitória Minas (EFVM) e da Integração Oeste-Leste (FIOL), respectivamente. A distância em linha reta para o Porto de Ilhéus/BA é de cerca de 400 km, o que permite cogitar-se também um projeto de mineroduto.

De acordo com os estudos “A formação ferrífera é principalmente do tipo silicosa enriquecida em ferro com magnetita e hematita, de granulação média a grosseira e, em geral, magnética.” Diz, ainda, que “As mineralizações em ferro constituem uma extensa bacia onde os trabalhos de reconhecimento e de aerogeofísica delimitaram uma extensão
total de cerca de 25 a 30 km de formações ferríferas bandadas.”

Segundo, ainda, os estudos, conclui-se que existe potencial econômico para geração de um novo empreendimento de produção de minério de ferro, em região de logística favorável e em um novo contexto geológico regional, no Nordeste do Estado de Minas Gerais.”

A empresa responsável do projeto diz que as áreas do Projeto encontram-se em situação de absoluta regularidade no âmbito do Departamento Nacional de Produção Mineral - DNPM e estão livres de quaisquer obstáculos de natureza ambiental, social e cultural que pudessem comprometer a obtenção de licenciamento.

Para ter acesso ao estudo completo, CLIQUE AQUI

Por Bernardo Vieira, do Blog do Jequi


Comentário:

Minha preocupação é com a natureza! Quanto ao desenvolvimento, é inegável os benefícios que um possível investimento desse traria para o município. Vim aqui só levar o minério sem trazer desenvolvimento, como outrora fizeram, pode deixar como está. Essa descoberta poderia ser a redenção da região.

Sobre o Autor: Bernardo Vieira
  • Perfil Completo
  • Website | Google+ | Twitter | Facebook
    Bernardo Vieira

    Sou mais um apaixonado pelo Vale do Jequitinhonha e suas riquezas. Venho, através deste blog, tentar expandir a cultura do vale, bem como trazer novidades e coisas úteis em geral. Formado em Administração pela UFLA - Universidade Federal de Lavras e Funcionário Público Estadual (TJMG). contato pelo email: nabeminasnovas@yahoo.com.br ou bernardominasnovas@hotmail.com.

    2 comentários:

    Anônimo disse...

    Este tipo de investimento gera muitos impactos ambientais, porém se tratando de uma região onde as perspectivas de crescimento e desenvolvimento são quase zero seria uma boa sim. O que os agentes públicos deveriam fazer se concretizado tal investimento, é qualificar a mão-de-obra para não serem pegos de surpresa.
    Abração Bernardo, de seu amigo César Antonio Miranda Barroso.

    Bernardo Vieira Silva disse...

    Esse é um ótimo argumento, caro Cesinha. Além da preocupação do meio ambiente, há também em se falar na mão-de-obra qualificada. Suponhamos que realmente seja instalada uma empresa do ramo aqui em Minas Novas. Para que realmente haja desenvolvimento local, nada mais mais prático do que a contratação de gente local.

    Grande abraço Cesinha!

    Postar um comentário

    As opiniões expostas nos comentários não refletem as do autor do Blog.Não serão aceitos comentários ofensivos, de baixo calão.

    Blogger Themes

    2leep.com

     
    Powered by Blogger