quinta-feira, 5 de julho de 2012

ÁGUA PARA TODOS INAUGURA PRIMEIRA CISTERNA DE PLACAS EM SALTO DA DIVISA


O Programa prevê a construção de 60 mil unidades da tecnologia social no semiárido 


Foto ilustrativa
Uma nova história começa a ser escrita em Salto da Divisa (MG), nessa sexta-feira (6/7), com a inauguração da primeira unidade da Tecnologia Social Cisterna de Placas do Programa Água para Todos. A unidade foi construída na propriedade da senhora Afifa Gonçalves de Souza, área rural, localizada na saída da cidade, rodovia MG 405, indo em direção a Jacinto.

Salto da Divisa dista 877 km da capital Belo Horizonte e cerca de 140 Km de Porto Seguro (BA).  O evento acontecerá às 10h e contará com a presença do vice-presidente de Gestão de Pessoas e Desenvolvimento Sustentável do Banco do Brasil, Robson Rocha; do gerente de Trabalho e Renda da Fundação Banco do Brasil, Júlio Maria de Lima Caetano; e dos prefeitos dos municípios de Salto da Divisa, Almenara, Santa Maria do Salto, Jacinto, Jordânia, Mata Verde e Rubin.

A Tecnologia Social Cisterna de Placas é uma solução para o problema da falta de água e compreende a construção de um reservatório em forma cilíndrica, coberto e semienterrado. Um encanamento simples recolhe no telhado das casas a água de chuva e a encaminha para a cisterna ao lado, feitas de placas de cimento.

Cada cisterna tem a capacidade de acumular 16 mil litros de água que, se usados com moderação, podem durar até 8 meses para uma família de cinco pessoas, em atividades como cozinhar, beber e escovar os dentes. A mobilização comunitária é parte integrante da metodologia de reaplicação da tecnologia social.

Água para Todos - A Fundação Banco do Brasil, o Banco do Brasil, a ASA -Articulação do Semiárido e a Associação Programa Um Milhão de Cisternas - AP1MC são parceiros na implantação de 60 mil cisternas para o Programa Nacional de Universalização do Acesso e Uso da Água - Água para Todos.

A iniciativa, integrante do Plano Brasil sem Miséria, visa atender a necessidade de água potável para a população sertaneja na região do Semiárido brasileiro, que abrange os nove estados do Nordeste e o norte de Minas Gerais.

A parceria Fundação BB, BB, ASA e AP1MC prevê a  reaplicação da Tecnologia Social Cisterna de Placas em 89 municípios de 40 microrregiões com investimentos sociais na ordem de R$ 120 milhões.

A Cáritas Brasileira é a instituição licitada pela Fundação Banco do Brasil para construir 4500 cisternas em três microrregiões mineiras, sendo 1326 nos municípios de Jacinto, Jordânia, Mata Verde, Rubin, Salto da Divisa, Almenara e Santa Maria do Salto. O investimento social para a construção de cada  unidade é de cerca de 2 mil reais.

Sobre o Autor: Bernardo Vieira
  • Perfil Completo
  • Website | Google+ | Twitter | Facebook
    Bernardo Vieira

    Sou mais um apaixonado pelo Vale do Jequitinhonha e suas riquezas. Venho, através deste blog, tentar expandir a cultura do vale, bem como trazer novidades e coisas úteis em geral. Formado em Administração pela UFLA - Universidade Federal de Lavras e Funcionário Público Estadual (TJMG). contato pelo email: nabeminasnovas@yahoo.com.br ou bernardominasnovas@hotmail.com.

    0 comentários:

    Postar um comentário

    As opiniões expostas nos comentários não refletem as do autor do Blog.Não serão aceitos comentários ofensivos, de baixo calão.

    Blogger Themes

    2leep.com

     
    Powered by Blogger