quarta-feira, 9 de maio de 2012

DIAMANTINENSE SE JOGA DE PONTE EM BRIDGEPORT (EUA) EM APARENTE SUICÍDIO


Perícia ainda não foi concluída. Corpo foi cremado a pedido da família, em Bridgeport, CT.


A morte de um brasileiro residente de Bridgeport, CT, no último dia 2, ainda está envolta em dúvidas e questionamento. Geraldo Lopes Libório, 28, morreu ao se jogar de uma ponte da I-95 sendo atropelado por três veículos que passavam no momento.

O corpo de Geraldo Libório é coberto com um pano

 branco ainda na I-95, onde ele teria se jogado de 

uma ponte e ser atropelado por três carros.

Mineiro de Diamantina, Geraldo morava há 1 ano nos Estados Unidos. Em entrevista ao Comunidade News por telefone, Vanderleia Libório, irmã de Geraldo, disse que ninguém ainda sabe de fato o que aconteceu pois, o laudo da perícia ainda não ficou pronto. Ela diz que toda a família ainda está em estado de choque, principalmente a mãe, de 67 anos, que parece não acreditar na morte do filho. 

“Hoje, dia 7, o corpo foi cremado a pedido da minha mãe. Para ela, receber o corpo em um caixão, que nem mesmo pode ser aberto devido ao estado que ele ficou, seria muito mais doloroso”, disse completando que desta forma a família prefere ficar com a imagem dele ainda vivo.
Vanderléia também disse que a missa de sétimo dia foi realizada nesta terça-feira em Diamantina. “É um momento muito triste para todos nós. Ninguém acredita no que está acontecendo”.

Apesar de não ter sido confirmado, há indícios de que ele teria se jogado propositadamente da porte. Relatos na cidade davam conta de que a namorada teria rompido com ele e por isso Geraldo teria cometido suicídio. Os familiares dizem que ele nunca sofreu com problemas de depressão e que o namoro que tinha começou depois que ele chegou aos Estados Unidos. Vanderléia não acredita que o namoro teria sido motivo para um suposto suicídio. 

Os familiares estão contando com a ajuda de amigos que moram em Bridgeport para tomar as providências necessárias e mantê-los informados. “Sabemos muito pouco do que aconteceu, apenas o que lemos nos jornais. As pessoas aqui estão perguntando, mas não temos muito o que falar”, disse Vanderléia.

Segundo outro irmão de Geraldo, Roni, que também mora em Diamantina, ele resolveu vir para os Estados Unidos para juntar dinheiro, já que trabalhava como servente de pedreiro no Brasil e ganhava muito pouco. Os planos dele, ainda conforme o irmão, eram de regressar ao Brasil no final deste ano. Dos seis irmãos, apenas Geraldo resolveu arriscar a vida nos EUA. 

“Ele sempre ligava para nós, principalmente para meu irmão”, disse Roni acrescentado que ele falava que estava gostando de morar nos EUA. 

Segundo a polícia, Geraldo teria parado o carro na rota 8, que passa sobre a I-95 na noite de quarta-feira por volta das 8 horas da noite. Ele teria se jogado e caído na pista da esquerda e foi atropelado por três carros. 

A polícia teve que fechar a pista por três horas para o trabalho de remoção do corpo e periciar o local.

Sobre o Autor: Bernardo Vieira
  • Perfil Completo
  • Website | Google+ | Twitter | Facebook
    Bernardo Vieira

    Sou mais um apaixonado pelo Vale do Jequitinhonha e suas riquezas. Venho, através deste blog, tentar expandir a cultura do vale, bem como trazer novidades e coisas úteis em geral. Formado em Administração pela UFLA - Universidade Federal de Lavras e Funcionário Público Estadual (TJMG). contato pelo email: nabeminasnovas@yahoo.com.br ou bernardominasnovas@hotmail.com.

    0 comentários:

    Postar um comentário

    As opiniões expostas nos comentários não refletem as do autor do Blog.Não serão aceitos comentários ofensivos, de baixo calão.

    Blogger Themes

    2leep.com

     
    Powered by Blogger