segunda-feira, 26 de março de 2012

MEC GARANTE QUE CAMPUS DA UFVJM SERÁ INSTALADO



Campus em Almenara, Araçuaí e Capelinha terá início brevemente, respeitando a decisão do CONSU e autonomia da UFVJM, segundo Secretário.

Em audiência no Ministério da Educação, o Secretário de Educação Superior – SESU, Amaro Lins, garantiu aos representantes do Movimento A UFVJM é nossa! que a expansão da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri para as cidades de Capelinha, Araçuaí e Almenara terá início  brevemente, com a apresentação de um projeto técnico pela UFVJM a um grupo de trabalho do MEC.


A Audiência foi realizada nesta quarta-feira, 21.03, às 15 horas, no prédio do MEC, em Brasília.

Amaro Lins disse à caravana do Jequitinhonha que o Movimento do Vale é belíssimo e marcante com o  povo nas ruas lutando pelo seu direito à educação. Informou que já havia recebido várias representações de cidades por campus na região. A partir daquele momento, seguiria o que foi definido pelo Conselho Universitário da UFVJM, no dia 16.03, de instalação de campus em Capelinha, Araçuaí e Almenara, respeitando a autonomia universitária, dentro do PDI – Plano de Desenvolvimento Institucional 2012-2016.

O primeiro passo já foi dado, constatou o Secretário da SESU. Em seguida, a UFVJM deverá apresentar um projeto técnico para o MEC, com a concepção de campus das três cidades, sua estrutura física completa com prédios e equipamentos de salas de aula, administração, laboratórios, bibliotecas, salas de reuniões, alojamentos, restaurante, quadro de pessoal – técnico-administrativos e professores -, e recursos necessários para sua instalação com a indicação de cursos em cada campus . Informou que não haveria problemas de orçamento, tendo recursos disponíveis para viabilizar o projeto.

Um grupo técnico do Ministério seria formado para executar a instalação de campus. O grupo de representantes do Movimento questionou qual seria o cronograma da instalação de campus, pois a  população do Vale estava angustiada por saber quando iria começar, os cursos oferecidos, as inscrições para vestibular e início das aulas.

O professor Amaro Lins ponderou que o processo poderia ser considerado longo para muitas pessoas, mas como é um projeto arrojado ele deveria funcionar de forma plena e demandaria cerca de dois anos para sua construção e instalação efetiva. Teria início já com trabalhos da Reitoria da UFVJM em conjunto com uma equipe técnica do MEC, com o funcionamento do campus em cada cidade.
Ele perguntou sobre os terrenos doados por cada cidade. Foi informado que cada localidade tinha de 2 a 3 opções de terreno para análise técnica e escolha da Reitoria da UFVJM.

Deputado Reginaldo Lopes acompanha audiência  

Como apoiador da proposta do Movimento a UFVJM é nossa! por 3 campi em cidades do Vale, o deputado federal Reginaldo Lopes foi convidado a acompanhar a audiência, sendo o único representante político presente. 

Ele apresentou a proposta de viabilidade de instalação de campus em Capelinha, Araçuaí e Almenara com 5 cursos de áreas afins, em cada um. Cada campus abrangeria uma área científica. Assim, seriam 3 campi de Ciências Exatas/Engenharia, Ciências da Saúde e Ciências Humanas. Cada campus teria cerca de 90 professores e técnico-administrativos.

Reginaldo Lopes explicou que assim os professores poderiam trabalhar em campus com dedicação exclusiva, podendo dar aulas, realizar pesquisas e extensão, em vários cursos da mesma área. A proposta é que os 3 campi tenham início em conjunto, embora o campus de Engenharia e cursos afins demande um volume de recursos muito maior que as outras áreas.

Esta proposta foi apresentada inicialmente por Reginaldo Lopes ao Ministro da Educação, Aloizio Mercadante, em audiência com o Reitor da UFVJM, Pedro Ângelo, no início deste mês. O Ministro considerou a proposta mais viável.

Representantes do Vale

O Movimento A UFVJM é nossa! foi representado pelos coordenadores regionais Álbano Silveira Machado e Maria do Rosário Sampaio (Fundacentro/MG,DO/PPGSS-UERG); por Capelinha:Elza Sampaio, Maria Pereira da Silva, Maria do Carmo Soares Carvalho, Vicencia Magalhães, Hélio Silva e Leonar Ferreira.  Araçuaí foi representada por Nádia Paulino, Mateus Marinho e Fernando Pinheiro.  Almenara esteve representada pela jornalista Nalva e Júlio Mares.

Os representantes do Movimento A UFVJM é nossa! consideraram positiva a audiência ao tomar conhecimento de detalhes de todos os passos de tramitação e execução do projeto, além da expectativa de agilização do processo. 

Um compromisso foi firmado entre todos: estar vigilantes e atentos na luta para a efetivação do grande do sonho do povo do Vale do Jequitinhonha. Não seria aceito o projeto apenas no papel.

As novas tarefas colocadas são a disseminação de informações para estudantes e cidadãos do Vale dos resultados da reunião, além da continuidade da luta iniciada, desde agosto de 2011, realizando ações para fazer as coisas andarem com mais rapidez e tornar a instalação de cada campus uma realidade concreta.




Sobre o Autor: Bernardo Vieira
  • Perfil Completo
  • Website | Google+ | Twitter | Facebook
    Bernardo Vieira

    Sou mais um apaixonado pelo Vale do Jequitinhonha e suas riquezas. Venho, através deste blog, tentar expandir a cultura do vale, bem como trazer novidades e coisas úteis em geral. Formado em Administração pela UFLA - Universidade Federal de Lavras e Funcionário Público Estadual (TJMG). contato pelo email: nabeminasnovas@yahoo.com.br ou bernardominasnovas@hotmail.com.

    0 comentários:

    Postar um comentário

    As opiniões expostas nos comentários não refletem as do autor do Blog.Não serão aceitos comentários ofensivos, de baixo calão.

    Blogger Themes

    2leep.com

     
    Powered by Blogger