quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

DECISÃO DE CAMPI UNIVERSITÁRIOS NO VALE DO JEQUITINHONHA PODE SAIR NESTA SEXTA-FEIRA, 10/02. REITOR TENTA ADIAR NOVAMENTE


População espera que decisão saia nesta sexta feira, dia 10/02/2012

O CONSU (Conselho Universitário) da UFVJM (Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri) discutirá, durante encontro nesta sexta-feira, dia 10/02/2012, além de outros assuntos de interesse da universidade, a expansão de três campi universitários no Vale do Jequitinhonha, sendo as candidatas no Alto Jequitinhonha: Capelinha, Itamarandiba e Minas Novas; no Médio Jequitinhonha: Araçuaí e Itaobim e no Baixo Jequitinhonha: Almenara e Jequitinhonha.


Todas as cidades que pleiteiam campus da UFVJM elaboraram um estudo técnico, que consistia em levantar dados estatístico, histórico e geográfico de cada cidade. Este projeto foi analisado por uma comissão do CONSU, que estabeleceu normas de pontuação para cada item deste projeto técnico, que servirá de base para que os conselheiros decidam aquela que mais tem condições de receber campus universitários.

A decisão estava dada como certa até o início desta semana, porém há notícias não oficiais que o reitor Pedro Ângelo, entende que tal decisão não deverá ser tomada neste encontro. Não se sabe ainda os motivos deste novo adiamento, o que só desgastaria ainda mais a enorme discussão já promovida entre as cidades. Há caravanas que decidiram até acampar em frente à universidade caso a decisão não ocorra nesta sexta-feira. 
A cidade incluída no PDI (Plano de Desenvolvimento Institucional) da UFVJM deverá, após a escolha, buscar junto ao MEC recursos financeiros para a implantação deste campus na cidade, haja vista que a universidade não dispõe de recursos financeiros para bancar não só a construção de um novo campus, mas da manutenção deste.

Quais são as chances de cada cidade?

Alto Jequitinhonha:

ü      CapelinhaA cidade está em franco crescimento no Alto-Jequitinhonha. É sede regional de alguns órgãos públicos, federais e estaduais. Tem aeroporto regional e se mobilizou politicamente de forma positiva. Tem em seu desfavor uma taxa de criminalidade maior do que Itamarandiba e Minas Novas e o velho problema das chuvas no centro da cidade.

ü      Itamarandiba Tem seu comércio aquecido, muito por conta da produção do eucalipto. Também se articulou de forma positiva, o que conta muito. Tem o apoio de deputados, como o filho da terra, o Deputado Estadual Délio Malheiros. Tem em seu desfavor a proximidade de Diamantina, que está a menos de 200Km daquela, contrariando a resolução do REUNI.

ü      Minas Novas Tem a seu favor a parte histórica, que conta muito, por ser a cidade-mãe do Vale do Jequitinhonha. Tem a maior população acadêmica (18 a 24) anos, mesmo possuindo população total menor que as concorrentes. O IDH é o mais baixo entre as cidades, o que para muitos deve ser levado em conta, tendo em vista que uma universidade, além de outros fatores, deve ser uma forma elevar o desenvolvimento humano e intelectual de uma cidade. Em seu desfavor está a forte disputa entre Itamarandiba e Capelinha e um comércio não tão forte como as concorrentes.

Médio Jequitinhonha:

ü      Araçuaí É a meninas dos olhos no vale desde o segundo mandato do ex-presidente Lula. Tem a força política a sua principal aliada. É sede regional no médio Jequitinhonha. Pesa em seu desfavor já possuir um Centro Federal – IFET, o que, de certa forma, já alcança um numero considerável de população acadêmica.

ü      Itaobim Também se mobilizou de forma positiva politicamente. Apesar de não ser sede regional, há em seu favor o fato de Araçuaí já possuir um IFET. Muitos vêem isso como positivo.

Baixo Jequitinhonha:

ü      Almenara Também é sede regional no Baixo-Jequitinhonha. Preenche praticamente todos os requisitos exigidos. Em seu desfavor, como no caso de Araçuaí, pesa o IFET.

ü      Jequitinhonha Tem uma força política até mesmo dentro do CONSU. O prefeito tem relação estreita com o reitor Pedro Ângelo. Pesa em seu desfavor não ser sede regional, como sua vizinha Almenara.

Por Bernardo Vieira - Blog do Jequi

Sobre o Autor: Bernardo Vieira
  • Perfil Completo
  • Website | Google+ | Twitter | Facebook
    Bernardo Vieira

    Sou mais um apaixonado pelo Vale do Jequitinhonha e suas riquezas. Venho, através deste blog, tentar expandir a cultura do vale, bem como trazer novidades e coisas úteis em geral. Formado em Administração pela UFLA - Universidade Federal de Lavras e Funcionário Público Estadual (TJMG). contato pelo email: nabeminasnovas@yahoo.com.br ou bernardominasnovas@hotmail.com.

    2 comentários:

    Anônimo disse...

    Capelinha não só esta próxima de Diamantina a menos de 200km, mas também está a menos de 200km de Teófilo Otoni e Araçuaí.É preciso deixar claro que a rede urbana do Alto Jequitinhonha é bem distinta do Médio e Baixo Jequitinhonha, regiões essas em que se despontam respectivamente Araçuaí e Almenara. No Alto, não há hegemonia de uma única cidade, ao contrário, as cidades de Minas Novas, Capelinha e Itamarandiba compartilham capilaridades, possuem indicadores semelhantes e irradiam influências de forma conjunta nos demais municípios da região. Turmalina, apesar de não ser uma cidade canditada também é sede orgãos regionais como o SENAI e SEBRAE, assim como Minas Novas com órgãos como o ITER e Ministério do Trabalho. Itamarandiba é uma cidade em desenvolvimento e nos últimos anos vem apresentado ligeiro desenvolvimento com a ampliação e crescente oferta de serviços públicos e do comércio, além de possuir relevante importância ambiental não só para o Alto, mas para toda bacia do Rio Araçuaí, tendo em vista seu potencial hídrico. Capelinha é a sede da microregião, mas não assume as características e funcionalidades de uma sede a exemplo de Araçuaí e Almenara, tendo em vista que Diamantina ainda é o centro polarizador de todo o Vale do Jequitinhonha. Minas Novas possui rico acervo arquitetônico e tradições culturais marcantes na região e diferentemente de textos veículados, é sim uma cidade que reúne as condições necessárias. No aspecto político, assím como Araçuaí, Itamarandiba possui uma relação histórica com o partido dos trabalhadores desde a década de 1980. Minas Novas e Capelinha, apesar de articuladas, não atingem a mesma posição consolidada por Araçuaí e Itamarandiba na seara política, a cidade de Capelinha, por exemplo, encontra desestabilidade política local. O Alto Jequitinhonha é uma região bastante distinta, possui várias cidades com características semelhantes,as quais, tendo em vista o grau de competitividade, apresentam indicadores num segmento superior e em outros aproximados. Qualquer das três cidades preenchem os requisitos estabelecidos.

    Anônimo disse...

    Sim.Combinaram com o Chefe do Terceiro Reich?Todas podem sediar campus.No entanto, estes estão certos para Unai e Janaúba.Onde estavam as articuladas cidades acima indicadas?O que fazem ,no momento, é se prestar a ser objeto de politico sem projeto ou vinculo com a região.

    Postar um comentário

    As opiniões expostas nos comentários não refletem as do autor do Blog.Não serão aceitos comentários ofensivos, de baixo calão.

    Blogger Themes

    2leep.com

     
    Powered by Blogger