sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

USINA DE BIODIESEL DE MONTES CLAROS TERÁ INVESTIMENTOS DE R$ 28 MILHÕES


Governador Antonio Anastasia recebeu o presidente da Petrobras Biocombustível para anúncio de ampliação da unidade no Norte de Minas
O governador Antonio Anastasia recebeu, nesta quinta-feira (26), no Palácio Tiradentes, o presidente da Petrobras Biocombustível, Miguel Rossetto, que anunciou investimentos de R$ 28 milhões na ampliação da usina de biodiesel da estatal em Montes Claros, no Norte de Minas.

Usina de Biodiesel em Montes Claros
Rossetto afirmou que a empresa concluirá a ampliação até julho, o que permitirá o aumento da produção anual da unidade dos atuais 108,6 milhões de litros para 152 milhões de litros. O protocolo de intenções, assinado em dezembro de 2011 entre o Governo de Minas e a Petrobras Biocombustível, prevê ainda a geração de 4,5 mil empregos diretos e indiretos.

Anastasia destacou a importância do anúncio para o Estado, tanto pela natureza tecnológica da atividade, quanto pela região que receberá os investimentos. Ele ressaltou ainda a atenção que o Governo de Minas tem tido com o Grande Norte, buscando a melhoria das condições de infraestrutura para a instalação de empresas.

“O biocombustível é um segmento em que nós estamos sempre avançando e a tendência do mundo é seguir essa trilha. Não só tecnologicamente vão se criando inovações, como também o mercado as aceita muito bem. Notícias de investimentos como esse, para uma região que apresenta tantas necessidades como o Norte de Minas, nos traz muita satisfação e mostra que nossos esforços para levar até lá empregos de valor e diversificados têm tido resultado”, disse o governador.

Minas Gerais é o segundo Estado em consumo de biodiesel no Brasil. Em 2011, a demanda foi de 360 milhões de litros, contra uma produção interna de 108 milhões de litros, o que obriga o Estado a importar o restante.

Segundo o presidente da Petrobras Biocombustível, o compromisso da empresa é expandir a produção da usina de Montes Claros – Usina Darcy Ribeiro – até que se atinja a autossuficiência do combustível em Minas.

“Nossa ambição é, a partir da experiência de ampliação dessa usina, trabalharmos para novamente ampliá-la e criarmos condições rapidamente para abastecermos o mercado mineiro”, disse Rossetto. 

Atrelado ao crescimento da produção, aumentará também o número de agricultores familiares (atualmente 3,2 mil) com os quais a Petrobras Biocombustível mantém parcerias para o fornecimento de soja, girassol e mamona, matérias-primas da produção de biocombustível. Com a expansão, o número saltará para 4,5 mil, preservando a renda no Estado e ajudando no crescimento dos produtores. 

“Além de darmos assistência técnica a nossos parceiros, garantimos um contrato de compra de 5 anos, o que permite a eles estabilidade para novos investimentos, sempre buscando as melhores práticas de produção para melhorá-la e modernizá-la”, completou Miguel Rossetto.

Texto: Agência Minas

Sobre o Autor: Bernardo Vieira
  • Perfil Completo
  • Website | Google+ | Twitter | Facebook
    Bernardo Vieira

    Sou mais um apaixonado pelo Vale do Jequitinhonha e suas riquezas. Venho, através deste blog, tentar expandir a cultura do vale, bem como trazer novidades e coisas úteis em geral. Formado em Administração pela UFLA - Universidade Federal de Lavras e Funcionário Público Estadual (TJMG). contato pelo email: nabeminasnovas@yahoo.com.br ou bernardominasnovas@hotmail.com.

    0 comentários:

    Postar um comentário

    As opiniões expostas nos comentários não refletem as do autor do Blog.Não serão aceitos comentários ofensivos, de baixo calão.

    Blogger Themes

    2leep.com

     
    Powered by Blogger