sábado, 19 de novembro de 2011

Estado libera quase R$ 5 milhões para combate à pobreza rural do Norte de Minas e Vale do Jequitinhonha

O secretário de Estado de Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha, Mucuri e do Norte de Minas, Gil Pereira, assinou nesta sexta-feira (18), em Montes Claros, convênios no valor de R$ 4.924.748,44 destinados ao Projeto de Combate à Pobreza Rural (PCPR). Os recursos vão contemplar 180 subprojetos de 88 municípios do Norte de Minas, beneficiando 9.995 famílias em toda a região. O encontro contou com a presença de centenas de lideranças regionais, incluindo 45 prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, representantes de entidades, associações comunitárias e de órgãos oficiais.

Transformada este ano em pasta estadual permanente pelo governador Antonio Anastasia, a Sedvan vai investir mais de R$ 10 milhões em 179 municípios da sua área de abrangência (vales do Jequitinhonha, Mucuri e Norte de Minas), beneficiando 16.779 famílias, por meio do seu órgão vinculado, o Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas (Idene). Ao agradecer a presença das lideranças regionais, o secretário Gil Pereira lembrou palavras do governador, que já referiu-se ao caráter “vitorioso” do PCPR. “Realmente, o programa é vitorioso, referência nacional e referência internacional para o Banco Mundial (Bird). Nós ficamos satisfeitos com isso”, disse Gil Pereira.

Desigualdade

“Infelizmente, conforme dados do censo divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem 16,5 milhões de pessoas na extrema pobreza, estando 909 mil delas em Minas Gerais e mais de 300 mil no Norte de Minas e nos vales do Jequitinhonha, Mucuri e São Mateus. Elas passam a ter apoio do poder público em Minas. Antes, era o contrário: as pessoas iam até o Estado. Agora, o Estado vai até as pessoas”, observou o secretário. Ele lembrou também que 51% das pessoas na extrema pobreza vivem na zona rural, com destaque para a faixa etária de 0 a 19 anos. Segundo Gil Pereira, o PCPR nasceu com a proposta de mudar essa realidade, em combinação com outros programas sob o foco de atenção do governador Antonio Anastasia para combater a desigualdade social na região.

Participaram da solenidade o diretor-geral do Idene, Rúbio de Andrade; o vice-diretor Roberto Grapiuna; o superintende Regional de Ensino de Montes Claros, Robson Figueiredo (representando a secretária de Estado de Educação, Ana Lúcia Gazzola; o prefeito de Capitão Enéas e presidente da Associação dos Municípios Mineiros da Bacia do Médio São Francisco (Ammesf), Reinaldo Landulfo Teixeira; o prefeito de Mamonas, Edivan Cardoso; o diretor-regional do Idene em Montes Claros, Guila Ramos; o coordenador do PCPR, Arnaldo Severino; o gerente regional da Emater, Ricardo Demichelli; o presidente da Associação Comunitária de Malhada Nova (Capitão Enéas), Gilmar Antônio Barbosa Silva, que representou todas as associações na composição da mesa; além de parlamentares e representantes.
Solução de problemas

Eldi Cantuária Reis é presidente da Associação dos Assentados no Acampamento União, da Fazenda Santa Cláudia, no município de Pai Pedro. Ela falou sobre o Programa de Combate à Pobreza Rural. “Resolve problemas que temos enfrentado em nossa comunidade. E o maior, atualmente, é a falta de água. Mas deverá ser solucionado com a assinatura deste convênio. Faltam outros benefícios, que, tenho certeza, virão no futuro”, disse a moradora. O convênio assinado por ela nesta sexta-feira, em Montes Claros, foi no valor de R$ 26.652,07 para a construção de cisternas para abastecimento de água, o que vai beneficiar nove famílias.

O presidente da Associação dos Trabalhadores Rurais Assentados Vitória, da Fazenda Ipiranga (Verdelândia), Valdeci Antônio Mendes, disse que o convênio assinado vem em boa hora, por causa dos problemas enfrentados no armazenamento do leite. “A associação está se preparando para receber, em nova etapa do PCPR, um trator agrícola com implementos. Assim, vamos poder plantar o triplo da área atual", disse. Mendes assinou convênio no valor de R$ 21.442,00 para compra de unidade de resfriamento de leite, que vai beneficiar 22 famílias.

Entusiasmo

O prefeito de Montezuma, Erival José Martins, considera o PCPR como programa bastante eficiente. “Movimenta toda a comunidade rural. Para o meu município, trouxe oportunidades para as pequenas comunidades. Esperamos que o programa seja ampliado e garanta ainda mais benefícios para a região”, afirmou.

O prefeito de Grão Mogol, Jefferson Figueiredo, é outro entusiasta do PCPR. "É muito bom para o Norte de Minas, além dos vales do Jequitinhonha, Mucuri e São Mateus. Trata-se de programa que alcança o povo carente, principalmente aquele residente na zona rural. O programa traz o básico para essa população. Torcemos pela sua ampliação”, disse o prefeito.

Fonte: Agência Minas

Sobre o Autor: Bernardo Vieira
  • Perfil Completo
  • Website | Google+ | Twitter | Facebook
    Bernardo Vieira

    Sou mais um apaixonado pelo Vale do Jequitinhonha e suas riquezas. Venho, através deste blog, tentar expandir a cultura do vale, bem como trazer novidades e coisas úteis em geral. Formado em Administração pela UFLA - Universidade Federal de Lavras e Funcionário Público Estadual (TJMG). contato pelo email: nabeminasnovas@yahoo.com.br ou bernardominasnovas@hotmail.com.

    2 comentários:

    Maria do Rosario Sampaio disse...

    Bernardo: Nao havia representação formal nem do Alto ou Médio ou Baixo Jequitinhonha ?

    Bernardo Vieira Silva disse...

    Infelizmente, não, Maria do Rosário Sampaio (Zara).

    Postar um comentário

    As opiniões expostas nos comentários não refletem as do autor do Blog.Não serão aceitos comentários ofensivos, de baixo calão.

    Blogger Themes

    2leep.com

     
    Powered by Blogger