quinta-feira, 3 de novembro de 2011

ARTESÃOS DO VALE DO JEQUITINHONHA EXPORTAM SEUS PRODUTOS PARA A EUROPA

Projeto piloto de Comércio Justo do Sebrae-MG proporciona contato direto entre comprador europeu e artesãos mineiros.


Empresária responsável ficou impressionada com a qualidade e o design da cerâmica produzidas nas comunidades de Coqueiro Campo (Minas Novas-MG) e Campo Alegre (Turmalina-MG).

Artesanato da Comunidade de Coqueiro Campo (Minas Novas-MG)
Artesãos do Vale do Jequitinhonha e do distrito de Santo Antônio do Leite (Ouro Preto) receberam a primeira encomenda de mais de 1.500 produtos de uma grande distribuidora européia. A iniciativa integra as ações do projeto piloto desenvolvido pelo SEBRAE-MG para aumentar a participação do artesanato mineiro no mercado internacional. 

A compradora é a Barbosa do Brasil, empresa holandesa que distribui produtos genuinamente brasileiros a uma grande rede de mais de mil lojas de presentes, chamada World Store, na Holanda e na Alemanha.  Nesta rede, considerada uma das maiores do mundo, são vendidas peças que seguem os princípios do Comércio Justo, como: o respeito ao meio ambiente, à legislação trabalhista, transparência na gestão e ao rígido controle de qualidade. “Somos a única importadora européia de artesanato de Comércio Justo no Brasil”, diz Frieda Lammerds, da Barbosa do Brasil. 

De acordo com Frieda, o consumidor europeu está cada vez mais exigente em relação aos produtos feitos de maneira socialmente justas, economicamente viáveis e ambientalmente corretas. “Eles compram produtos com qualidade e práticos, mas também querem saber como foi produzido”, conta. 

Peça da Artesã Dona Isabel
O Catálogo de Artesanato Minas Gerais, criado pelo Sebrae-MG para estimular as vendas do artesanato mineiro, foi encaminhado à empresária que se impressionou  com a qualidade e o design da cerâmica produzidas nas comunidades de Coqueiro Campo e Campo Alegre, no Vale do Jequitinhonha.  

Frieda fez questão de vir a Minas Gerais para conhecer os produtos e escolher as peças. Mil e quinhentos produtos entre travessas, moringas, vasos, pesqueiras, copos, bonecas e galinhas feitos em cerâmica foram encomendados para as artesãs. “É um sonho ter nossos produtos nas vitrines de lojas internacionais”, diz a presidente da Associação dos Artesãos de Campo Alegre, Eunice Pinho.  

A iniciativa de proporcionar o contato direto do artesão com o comprador faz parte do projeto do Comércio Justo do Sebrae-MG.  O projeto piloto também inclui a participação dos artesãos de Santo Antônio do Leite que produzem semi jóias com pedras preciosas. 

Em um primeiro contato com o grupo, Frieda Lammerds repassou informações sobre as exigências do consumidor europeu e identificou o produto com potencial para exportação. “Vamos testar a aceitação destes produtos no mercado europeu. Se der certo iremos aumentar nossas encomendas”, afirma a compradora.

Para conhecer mais sobre o artesanato da Comunidade de Coqueiro Campo (Minas Novas-MG), Clique Aqui

Para conhecer mais sobre o artesanato da Comunidade de Campo Alegre (Turmalina-MG), Clique Aqui

Sobre o Autor: Bernardo Vieira
  • Perfil Completo
  • Website | Google+ | Twitter | Facebook
    Bernardo Vieira

    Sou mais um apaixonado pelo Vale do Jequitinhonha e suas riquezas. Venho, através deste blog, tentar expandir a cultura do vale, bem como trazer novidades e coisas úteis em geral. Formado em Administração pela UFLA - Universidade Federal de Lavras e Funcionário Público Estadual (TJMG). contato pelo email: nabeminasnovas@yahoo.com.br ou bernardominasnovas@hotmail.com.

    0 comentários:

    Postar um comentário

    As opiniões expostas nos comentários não refletem as do autor do Blog.Não serão aceitos comentários ofensivos, de baixo calão.

    Blogger Themes

    2leep.com

     
    Powered by Blogger