sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

BLOCO MAGALHÃES: TRADIÇÃO DO INTERIOR AGITA O PRÉ-CARNAVAL DE BH

O Bloco Magalhães traz para BH toda a musicalidade e animação do tradicional “Carnaval Bom Demais” de Minas Novas.

Ao som de frevos e marchinhas o Bloco promete reunir a comunidade do Vale do Jequitinhonha que reside na cidade. “Oportunidade também para apresentar a nossa cultura aos foliões da capital”, ressalta Dalton Magalhães, cantor e compositor, integrante da banda do bloco.

O repertório tem forte influência dos “Novos Baianos” e “Frevo Pernambucano”, além de apresentar composições próprias e músicas que marcaram época como “O Bom Baiano”, “Atrás do Trio Elétrico”, “Eu Quero é Botar Meu Bloco na Rua”, dentre outras.


O Bloco Magalhães fará seu desfile no dia 30 de janeiro (sábado) com concentração em frente a Serraria Souza Pinto (debaixo do Viaduto Santa Tereza), às 16:00 horas, com trajeto até a Rua Sapucaí no Bairro Floresta.

O desfile na cidade de origem, Minas Novas, no Vale do Jequitinhonha, acontece no sábado de carnaval onde o bloco irá comemorar os dez anos de sua formação. Com o tema “Dentro de mim corre um rio” o bloco chama o folião para uma reflexão sobre a atualíssima questão da água e da sua responsabilidade sobre a seca e a morte dos rios.

Serviço:
Contato: 99355-7118 / 99138-5795

Carnaval em Minas Novas

A cidade de Minas Novas tem hoje o maior carnaval de rua do Vale do Jequitinhonha e um dos maiores de Minas. Tradição que remonta ao início da década de 80.

Minas Novas sofreu forte influência das manifestações populares do Carnaval de Salvador, que misturou o frevo pernambucano, ritmos afro-brasileiros, reggae, merengue, forró, maracatu e outros ritmos afro-latinos, criando o chamado axé music da Bahia, que culminou também com a popularização dos trios elétricos.

Nesta época, Minas Novas foi precursora do carnaval de rua em Minas Gerais, criando trios elétricos artesanais e formando músicos neste período de grande efervescência cultural.

Para saber mais sobre o Carnaval em Minas Novas 2016 clique aqui.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

CARNAVAL EM MINAS NOVAS-MG 2016: DIVULGADA PROGRAMAÇÃO OFICIAL

Prefeitura Municipal divulga cartaz oficial do tradicional Carnaval Bom Demais, em Minas Novas, Vale do Jequitinhonha, MG.

De 05 a 09 de Fevereiro de 2016, Minas Novas-MG terá o tradicional carnaval Bom Demais. A Prefeitura Municipal promete 16 horas de folia por dia, com Trio Elétrico, Mercado do Samba, Barragem das Almas, Matinês, Som Automotivo, Encontro de Blocos Caricatos e Carnaval da Melhor Idade.

Cartaz. Divulgação Oficial. CLIQUE PARA AMPLIAR
No sábado (06/02/16), a diversão é por conta de Reinaldinho da Bahia, ex-terra samba. No domingo (07/02) Gasparzinho comanda a festa. Segunda (08/02) Gil Melândia comanda o trio elétrico. Na terça-feira (09/02), a atração principal será Fernanda Garcya.


O carnaval contará ainda com as Bandas Alma Santa, Roger Castro, Túlio Macedo, Mulekes do Samba, Banda Kosmus e Samba da Preta.

MINAS NOVAS-MG: BANDIDOS ASSALTAM COMÉRCIO À MÃO ARMADA. DOIS SÃO PRESOS

Bandidos levaram R$200,00 em dinheiro, R$70.000,00 em cheques, além de celulares de funcionários da loja.

Dois bandidos assaltaram a loja “LG Auto Peças”, em Minas Novas-MG, na manhã da última segunda-feira (18/01/2016), utilizando-se, cada um, revolver cal.22 e cal.38. Outros dois comparsas aguardavam os bandidos do lado de fora do estabelecimento, para auxiliar na fuga.

Os bandidos chegaram na loja procurando por pneu e, durante o atendimento, anunciaram o assalto. Como ainda não havia dinheiro em caixa, foi levado somente R$200,00 reais. Irritados, pediram para abrir o cofre da empresa. Um funcionário chegou a ser agredido com a arma no braço e chutes nas costelas, para que abrisse o cofre, de onde foi levado cerca de R$70.000,00 em cheques. Os bandidos levaram ainda três celulares dos funcionários da loja.

Polícia recuperou três celulares das vítimas, além de impressora roupas, máquina de
cartão de crédito e dois revólveres dos bandidos. Foto: Divulgação PM

Após o assalto, os quatros bandidos fugiram pela BR-367 em um Gol branco, placa OVH-2584, sentido Chapada do Norte, mas foram surpreendidos na saída de Minas Novas pela Polícia Militar. Na fuga, dois bandidos pularam do veículo Gol e fugiram sentido o rio Fanado, na saída da BR-367. Inicialmente, somente um dos bandidos, Kennedy Neves de Sousa, de 21 anos, morador de Ribeirão das Neves-MG, foi preso. Com ele, foi encontrado os dois revólveres, calibre .22 e .38, além de dois celulares.

Posteriormente, as Polícias Militar e Civil continuaram com o patrulhamento pela BR-367, localizando o veículo utilizado na fuga em acesso secundário a Chapada do Norte-MG. No veículo, foram encontrados um celular, máquina de cartão de crédito, roupas e uma impressora.

Nova Prisão

Após a fuga, na última terça-feira (19/01) mais um bandido foi localizado na cidade de Teófilo Otoni. O bandido, que não teve ainda o nome revelado, era o dono do Gol branco utilizado na fuga e, segundo informações apuradas pelo Blog do Jequi, teria dado queixa na Polícia em Teófilo Otoni de um furto do seu veículo, agindo como se nada tivesse ocorrido. A polícia suspeitou do bandido e, em contato com a Polícia em Minas Novas, confirmou o ocorrido e efetuou a prisão dele.


Até o momento, os cheques ainda não foram recuperados.

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

CARNAVAL MINAS NOVAS-MG 2016: DIVULGADAS AS ATRAÇÕES PRINCIPAIS

Foram divulgadas as principais atrações para o carnaval 2016 de Minas Novas, Vale do Jequitinhonha, MG. O carnaval, que é considerado um dos melhores do Vale do Jequitinhonha/Norte de Minas, acontecerá de 05 a 09 de fevereiro de 2016.

Principais Atrações Confirmadas:


06/02/2016 - Sábado - Reinaldinho da Bahia (ex-Terra Samba)
08/02/2016 - Segunda-feira - Gilmelândia
09/02/2016 - Terça-feira – Fernanda Garcia


Segundo a página do Facebook da Prefeitura de Minas Novas, ainda falta a divulgação da banda principal de Domingo (07/02/2016), além das demais atrações locais e regionais.

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

EXPOSIÇÃO “DO PÓ DA TERRA” MOSTRA ARTE PRODUZIDA NO VALE DO JEQUITINHONHA

Arte produzida no Vale do Jequitinhonha, uma das regiões mais pobres do país, é tema de exposição de fotografias de Mauricio Nahas no Museu Afro Brasil
Documentário conta com a participação do artesão minasnovense Amauri Ferreira, considerado um dos melhores artesãos do Brasil. Foto: Maurício Nahas

Com curadoria de Diógenes Moura, mostra integra projeto Do Pó da Terra, que terá livro, documentário e obras dos artistas do Vale Jequitinhonha.


O Museu Afro Brasil, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, recebe a partir do dia 12 de novembro (quinta-feira), às 19h, a exposição “Do Pó da Terra”, com 50 imagens em preto e branco feitas pelo fotógrafo Mauricio Nahas no Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais. A mostra, que tem curadoria de Diógenes Moura, faz parte de um projeto que envolve o lançamento de um livro de fotografias e de um longa documentário, todos produzidos com um mesmo objetivo: revelar quem são e como vivem os artistas da região, em sua maioria mulheres.

O projeto Do Pó́ da Terra, idealizado pelo produtor e agente fotográfico Fernando Machado, tem como objetivo lançar um novo olhar – mais verdadeiro e sensível – sobre a produção artística em cerâmica e argila dos moradores da região conhecida por sua realidade miserável. Desemprego, seca, altas taxas de mortalidade, alcoolismo, violência e o solo condenado pela monocultura do eucalipto fizeram com que o Vale do Jequitinhonha recebesse o apelido de Vale da Miséria.

Clique na imagem para assistir ao trailer do filme
No ano que o Museu Afro Brasil comemora 11 anos de história, seu Diretor Curador, Emanoel Araujo comenta: “Por certo a sensibilidade de Mauricio Nahas foi tocada pelas paisagens do magnífico rio Jequitinhonha e por sua gente – rostos, mãos de barro batido, sofrimento, muito sol e nuvens cortando a dureza desse mesmo sol que anuncia um céu estrelado para amenizar a noite desse lugar sagrado e profético, o palco da criação desses magníficos artistas” e complementa: “São homens e mulheres, doces criaturas do sertão, livres nas suas imaginações como o pó da terra. Vive toda essa gente a criar outras gentes, outras formas, outras cenas que muitas vezes se tornam realidade, que transcendem a realidade da própria vida, uma espécie de sonho que se realiza das mãos cheias de barro fazendo nascer as fantasias idealizadas.”
  
Em 2013, Fernando Machado e Mauricio Nahas decidiram percorrer o Vale para documentar em um filme a vida em comum entre a figura humana e a natureza das coisas. “O Vale é como uma joia rara, valiosa, que precisava ser vista, preservada e entendida como tal”, conta Fernando Machado. Foram 3.300 quilômetros rodados em sete cidades: Santana do Araçuaí́, Caraí, Minas Novas, Itinga, Coqueiro do Campo, Itaobim e Ladainha. Lá encontraram mulheres fortes, chefes de família, que convivem com alcoolismo, pobreza, falta de perspectiva e abandono dos companheiros que muitas vezes migram por conta do desemprego. Mulheres que através do trabalho artesanal encontraram a chance de sustento para a família. É o caso de dona Zezinha (Maria José Gomes da Silva), uma das artesãs mais prestigiadas da região, que já́ teve seus trabalhos expostos na sede da ONU, em Nova York, em 2013. Outra personagem marcante – e uma das pioneiras entre as artistas do Vale – é dona Izabel (Izabel Mendes da Cunha), criadora das famosas noivas de cerâmica que hoje caracterizam a arte local. Ela começou o trabalho com a argila quando criança, incentivada pelo desejo de ter uma boneca e por ver sua mãe e sua avó fazerem panelas e potes.

“Os artesãos do Vale do Jequitinhonha (também naïfs) se apropriam de um instante para em seguida imortalizá-lo em suas obras: o barro, a química da água, a percepção de tudo o que está entre as mãos, a vida/corpo como um filtro. Uma espécie de espelho íntimo onde estão representados os desejos e as esperanças de ir do ontem e do hoje ao muito além. Trata-se de um ato de perpetuação. Da construção de um mundo que surge do interior profundo” explica o curador, Diógenes Moura.

As imagens do documentário, que será́ lançado no primeiro semestre de 2016 e que tem produção da Notorious Films e direção de Mauricio Nahas, foram captadas em 2013. Já as fotografias que estão no livro e na exposição foram produzidas no começo de 2015 em uma segunda viagem ao Vale, com o objetivo de fotografar as paisagens e personagens mais marcantes. O livro Do Pó da Terra (Edições Notorious Films/208 páginas) tem imagens de Mauricio Nahas e textos de Diógenes Moura, Emanoel Araújo e Fernando Machado, e será́ lançado no mesmo dia da abertura da mostra. 


SERVIÇO:

Exposição "Do Pó da Terra”
Abertura: 12 de novembro de 2015 – 19h
Encerramento: 03 de janeiro de 2016 

Museu Afro Brasil
Av. Pedro Álvares Cabral, s/n 
Parque Ibirapuera - Portão 10 (acesso pelo portão 3)
São Paulo / SP - 04094 050
Fone: 55 11 3320-8900
www.museuafrobrasil.org.br
Horário de funcionamento: de terça-feira a domingo, das 10h às 17h, com permanência até as 18hs. 
Ingressos: R$ 6 - Entrada gratuita aos sábados 

App Museu Afro Brasil disponível para IOS e Android, com download gratuito na Google Play e App Store.

Informações para a imprensa – Museu Afro Brasil
Gabriel Cruz: (11)3320-8940 – gabriel.cruz@museuafrobrasil.org.br
Neto Corrêa: (11)3320-8940 – neto.correa@museuafrobrasil.org.br

Informações para a imprensa - Secretaria de Estado da Cultura
Jamille Menezes – (11) 3339 8243 – jmferreira@sp.gov.br
Gisele Turteltaub (11) 3339-8162 | gisele@sp.gov.br  
Damaris Rota (11) 3339-8169 | drota@sp.gov.br

Informações para a imprensa – Namídia Assessoria de Comunicação
Mercedes Tristão: (11) 3034-5501 - mercedes@namidiacom.com.br
Nathalia Pazini: (11) 98211-9914 - nathalia.pazini@gmail.com

Blogger Themes

2leep.com

 
Powered by Blogger