sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

BR-367: TRECHO ENTRE MINAS NOVAS E CHAPADA DO NORTE FICA INTRANSITÁVEL APÓS CHUVAS

Trecho foi recuperado pelo Exército recentemente. Por vários anos, principalmente no período das chuvas, estrada fica intransitável.

Quem precisou passar pela BR-367, principalmente no trecho entre os municípios de Chapada do Norte e Minas Novas, desde segunda-feira (15/12/14), encontrou muitas dificuldades. A região, que há anos sofre com as péssimas condições da rodovia, ficou praticamente intransitável durante o período das chuvas. O Blog do Jequi já denunciou em 2011, no mesmo trecho, as péssimas condições da rodovia.


Trecho da BR-367, próximo a Chapada do Norte-MG.
Foto: Divulgação Facebook Fernando Ananias
Trecho da BR-367, próximo a Chapada do Norte-MG.
Foto: Divulgação Facebook Fernando Ananias
Manutenção Milionária

O Exército Brasileiro, desde o início do ano, é responsável por recuperar parte do trecho da BR-367, notadamente entre os municípios de Virgem da Lapa e Minas Novas. Apesar de ser recebida com alegria pela população a notícia da recuperação da rodovia, o preço da manutenção, firmado em R$23 milhões pelo período de dois anos, é considerado exagerado.

Trecho da BR-367, próximo a Chapada do Norte-MG.
Foto: Divulgação Facebook Fernando Ananias
Inegável que em vários trechos houve melhoria significante. O problema é que em alguns trechos, como o próximo ao município de Chapada do Norte, recebeu manutenção recentemente e já apresenta problemas.

Trecho da BR-367, próximo a Chapada do Norte-MG.
Foto: Divulgação Facebook Fernando Ananias

Enquanto isso, a tão sonhada pavimentação da BR-367 caminha a passos lentos. A empresa responsável pelo estudo da obra já está na fase final do projeto. O DNIT deve licitar a obra ainda em 2015.

Por Bernardo Vieira, do Blog do Jequi

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

ALMENARA ANUNCIA MICARETA 2015 COM DURVAL LELYS, ALINE ROSA E BANDA EVA

Festa será nos dias 10, 11 e 12 de janeiro.

A Prefeitura de Almenara divulgou na última sexta-feira (6) a programação da micareta da cidade, que será realizada entre os dias 9 e 11 de janeiro na Avenida Olindo de Miranda. Este ano, o evento terá um bloco apenas, além de possíveis mudanças estruturais.


Entre as atrações da festa está Durval Lelys (ex-vocalista da Banda Asa de Águia).

Confira a programação

-Sexta-feira (09/01)
Durval Lelys (Bloco Os Vadios)

-Sábado (10/01)
Aline Rosa (Bloco Os Vadios)

-Domingo (11/01)
Banda Eva (Bloco Os Vadios)

Vendas

Os foliões podem comprar os abadás na sede do Bloco Os Vadios montado na Avenida Olindo de Miranda, no Centro. O funcionamento é de 10 às 22 horas. Neste local, podem ser comprados camarotes e entradas, além dos abadás. Também podem garantir a compra do abadá pelo site: www.blocobelezabeleza.com.br.

Serviço

Micareta de Almenara 2015

Data: 09 a 11 de janeiro

Local: Avenida Olindo de Miranda

Informações: WhatsApp oficial 031 9957-0062

Central do Micareta: Sede do Bloco Os Vadios.
Preços

Abadá pista: R$ 120,00

Camarote vip open bar: R$ 250,00

Camarote empresarial: R$ 1.800,00 (10 pessoas)

Fonte: Radar do Vale

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

ALMENARA/MG: DOCUMENTÁRIO SOBRE A VIDA E A ARTE DE ADELÍCIA AMORIM, DIA 13/12

Exibição do documentário sobre a vida e arte de Adelícia Amorim Rocha e uma rodada de conversa com a artista, que será realizado na Câmara Municipal de Almenara, no dia 13/12/2014 (sábado), às 19:30 horas.

Na oportunidade, haverá declamação de poesias pelo grande poeta do Vale do Jequitinhonha Gonzaga Medeiros. 

A entrada é franca.


O documentário será exibido em tela de cinema, que virá de São Paulo especialmente para esse evento. Imperdível!

Aproveito para convidá-l@s a curtirem a página da minha mãe, "Adelícia Amorim Rocha - Arte em Bordados", no Face:

https://www.facebook.com/pages/Adelícia-Amorim-Rocha-Arte-em-Bordados/487171181392364?fref=ts

CHAPADA DO NORTE RECEBERÁ DOAÇÕES DE ALIMENTOS, ROUPAS E BRINQUEDOS

Este ano foram arrecadadas 800 cestas básicas, 3 mil brinquedos e centenas de peças de roupas em bom estado. Serão 2.000 mil cartas atendidas.

Chapada do Norte está situada no Vale do Jequitinhonha. Foto: divulgação

Na manhã desta quarta-feira (10), uma carreta com alimentos, roupas, brinquedos e material escolar saiu da ragião metropolitana de Belo Horizonte em direção ao município Chapada do Norte, no Vale do Jequitinhonha.

A iniciativa é do grupo “Ajude a Ajudar”, que além de esperança, “tida como alimento para a alma, leva suprimentos básicos à população mais carente daquela região”, segundo a idealizadora do projeto, Fátima Sanson.

Localizado no nordeste de Minas Gerais, o Vale do Jequitinhonha é conhecido pela exuberante riqueza natural e cultural, mas também se destaca pelos baixos indicadores sociais.
Na intenção de amenizar o sofrimento dos mais pobres, principalmente das crianças, é que e mobilizam, há quase duas décadas, amigos e voluntários do “Ajude a Ajudar”.
Serão duas mil cartas atendidas, com a presença do Papai e da Mamãe Noel – Foto: Divulgação
“Todos os anos é escolhida uma cidade carente de ajuda. É feita uma visita prévia para avaliar as necessidades locais e também para buscar as cartinhas das crianças com os pedidos. Elas são distribuídas aos padrinhos que queiram contribuir com a causa”, explica a idealizadora do projeto.
Este ano foram arrecadadas 800 cestas básicas, 3 mil brinquedos e centenas de peças de roupas em bom estado. Serão 2.000 mil cartas atendidas, com a presença do Papai e da Mamãe Noel.
Fátima Sanson, revela que dentre as cartas endereçadas ao bom velhinho, as que mais sensibilizam os voluntários são aquelas que pedem um presente bem específico: cestas básicas. “É muito triste ver crianças pedindo comida, algo tão essencial e que já deveria estar presente naturalmente em suas vidas, ao invés de um brinquedo, por exemplo”, explica Fátima, que participa de projetos sociais há quase 43 anos.
As doações chegam o ano todo, a maioria vinda de amigos e padrinhos. Saiba como ajudar na página do Grupo de Voluntários Ajude a Ajudar no Facebook.

Fonte: O Tempo

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

PREFEITURA DE ARAÇUAÍ ESTÁ COM INSCRIÇÕES ABERTAS PARA PREENCHIMENTO DE 176 VAGAS

Salários variam de R$ 724 à R$ 13.000. Vagas são para nível fundamental, superior, médio e técnico.

A Prefeitura Municipal de Araçuaí, no Vale do Jequitinhonha, divulgou a primeira rerratificação do Concurso Público, anulado pelo município neste ano. As vagas são para 176 profissionais, considerando a reserva para pessoas com necessidades especiais.

Prédio da Prefeitura de Araçuaí. Foto: Divulgação
O documento altera os requisitos educacionais exigidos para os cargos de contador, operador de máquinas leves e pesadas, professor II e topógrafo, que foram reabertos. O concurso oferece também vagas para advogado, motorista e professor. A remuneração para os aprovados varia entre R$ 724 e R$ 13.000, dependendo da função exercida e jornada de trabalho, que varia entre 20h à 40h semanais.

São aptos a concorrerem, candidatos com formação de níveis fundamental, médio, técnico ou superior. Os interessados devem se inscrever até o dia 11 de dezembro pelo site. As taxas de inscrição variam de R$ 30 a R$ 150.

Os candidatos do Concurso Público nº 1/2011, anulado pela administração pública, podem realizar os pedidos de participação gratuitamente na prefeitura de Araçuaí, desde que para o mesmo cargo em que foram inscritos anteriormente.

A etapa de seleção será composta por provas objetiva e prática, conforme o método adotado por cargo, sendo que o resultado final será válido por dois anos, podendo ser prorrogado por igual período. Mais informações na Prefeitura de Araçuaí pelo telefone (33) 3731-1570.


Via G1

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

ESTAMOS CONECTAD@S É O TEMA DO IV ENCONTRO DE COMUNICADORES DO VALE

O evento é organizado pelo Programa Polo de Integração da UFMG no Vale do Jequitinhonha.

IV Encontro de Comunicadores do Vale do Jequitinhonha acontecerá durante os dias 23, 24 e 25 de janeiro de 2015, em Pedra Azul, município do Vale do Jequitinhonha.



O tema, “Estamos Conectad@s?”, sintetiza os objetivos desta quarta edição: trazer o debate acerca dos problemas enfrentados na elaboração de produções midiáticas no Vale e apresentar alternativas para esses desafios.

Organizado pelo Programa Polo de Integração da UFMG no Vale do Jequitinhonha, o evento reunirá docentes da UFMG, coordenadores de projetos do Programa Polo, integrantes de ONG’s que trabalham com a formação em comunicação na região, jovens envolvidos com a produção midiática no Vale e comunicadores, como radialistas, blogueiros, jornalistas e comunicadores populares de diversos municípios.

O Encontro de Comunicadores é de grande importância para o fortalecimento das ações de pesquisa e extensão do Polo Jequitinhonha no Vale, aproximando o Programa ao público da região.

O evento tem o intuito de promover a discussão acerca do acesso público às mídias, contando com uma programação que envolve mesas redondas e oficinas que apresentarão alternativas às ferramentas de comunicação menos acessíveis aos comunicadores que atuam no Vale.

Temas

As mesas de discussão acontecerão nos dias 23 e 25, abordando os temas “Discussão da rede: estamos mesmo conectados?” e “Comunicação alternativa: formas de se comunicar que fogem ao convencional”, respectivamente.

Durante o dia 24 serão ministradas as nove oficinas: Oficina de Cobertura Midiática do IV Encontro de Comunicadores do Vale do Jequitinhonha, Oficina de Mídia Tática, Oficina de Publicações Literárias Independentes, Oficina de Fotografia, Oficina de Produção de Conteúdo para Web Rádio, Oficina de Graffiti, Oficina de Web Jornalismo, Oficina de Edição e Tratamento de Imagens em Programas Gratuitos e Oficina de Produção Cultural Colaborativa.

Após a mostra das oficinas, está prevista a realização de um Sarau Cultural.

Oficinas

A Oficina de Cobertura Midiática, trabalhando com base no conteúdo gerado no Encontro, orientará os participantes na realização da cobertura jornalística do evento a partir de duas dimensões: o diálogo com o público de Pedra Azul, buscando informar e integrar a população nas atividades do Encontro, e a produção de materiais de registro, como fotografias, áudios, vídeos e textos.

A Oficina de Mídia Tática tem como objetivo demonstrar e experimentar as diferentes formas de comunicação, criando espaços para criação, recombinação e informação.

A Oficina de Publicações Literárias Independentes guiará os participantes no desenvolvimento de suas próprias publicações, a partir de textos e imagens construídos no Encontro e na Oficina de Fotografia que, por sua vez, apresentará os conceitos básicos da fotografia e produzirá material a ser exposto durante o evento.

Ainda abordando a fotografia, a Oficina de Tratamento e Edição de Imagens em Programas Gratuitos orientará os participantes no uso de programas como Photoscape e Picasa.

Sobre as Oficinas de Produção de Conteúdo para Web Rádio e de Web Jornalismo, elas visam à produção de conteúdo para a internet a partir da elaboração de diferentes programas de rádios (podcasts, spots, entre outros) e do debate sobre a utilização de redes sociais (Twitter, Tumblr, Facebook, entre outros).

A Oficina de Graffiti, por sua vez, proporcionará a experiência da construção coletiva na produção de um painel imagético, não sendo necessário que o participante possua habilidades para desenho.

Por fim, a Oficina de Produção Cultural apresentará o papel do produtor cultural e potencializará as ações dos participantes de forma horizontal a partir do trabalho colaborativo.

O número máximo de participantes para cada oficina é em torno de 15 a 20 pessoas.

O encerramento do evento será realizado com uma plenária que retomará e discutirá as atividades desenvolvidas ao longo dos três dias de programação e definirá o assunto e local que sediará o próximo Encontro.

Fonte: Polo Jequitinhonha/UFMG

Blogger Themes

2leep.com

 
Powered by Blogger