sexta-feira, 14 de junho de 2013

ARAÇUAÍ RECEBE A SALA DE CINEMA ITINERANTE CINE TELA BRASIL

Patrocinado pela Fundação Telefônica Vivo, o projeto já levou cinema a mais de um milhão de pessoas; Sessões gratuitas de filmes nacionais serão exibidas entre os dias 19 e 21.06.



Mais de um milhão de pessoas já passaram pelas salas de cinema itinerante do Cine Tela Brasil, que chega dia 19 a Araçuaí. O projeto, patrocinado pela Fundação Telefônica Vivo, exibirá na cidade os filmes “Eu e meu guarda-chuva”, “Rio” e “Turma da Mônica”, em quatro sessões diárias até o dia 21 de Junho.

Idealizado pelos cineastas Laís Bodanzky e Luiz Bolognesi (Bicho de Sete Cabeças, Chega de Saudade, As Melhores Coisas do Mundo e Uma História de Amor e Fúria), o cinema itinerante surgiu em 2004 com o sonho de levar o cinema nacional a quem não tem acesso. Com patrocínio da Fundação Telefônica Vivo, o Cine Tela tem visitado cidades do interior do país e periferias das grandes metrópoles apresentando gratuitamente a magia da sétima arte para toda a população.

O Cine Tela Brasil possui duas salas de cinema com estrutura de shopping. São 225 lugares com assentos acolchoados e ar condicionado. Contam com projeção cinemascope 35mm em uma tela de 21m² e som stereo surround.

“Com patrocínio, apoio do Ministério da Cultura e leis de incentivo, hoje temos duas salas de cinema que cortam o país e chegam onde o público está. Assim, realizamos o sonho de muita gente, que pisa no cinema pela primeira vez. É sempre emocionante acompanhar uma sessão”, afirma Laís Bodanzky. “As taxas de ocupação são as maiores do país, de 88%”, completa Luiz Bolognesi.

Números - O projeto já passou por mais de 430 cidades e realizou mais de 5.200 sessões de 93 filmes nacionais. Em nove anos, mais de um milhão de pessoas entraram na sala do Cine Tela Brasil, sendo que a maioria, pela primeira vez.


O Cine Tela Brasil cresceu e deu origem a projetos com foco nos jovens e professores.  Nas Oficinas Tela Brasil, estudantes aprendem técnicas de cinema e ganham ferramentas para contar as próprias histórias. O aprendizado continua na web, no TelaBr (www.telabr.com.br), o primeiro portal brasileiro de educação audiovisual. O espaço reúne oficinas virtuais nas quais é possível percorrer todo o processo de produção de um filme até chegar à sala de cinema, além de reunir dicas de bibliografia, filmografia e notícias sobre a sétima arte. No portal, professores ainda tem acesso a um material de apoio para usar as produções cinematográficas como um recurso didático em sala de aula.

Sobre a Fundação Telefônica Vivo

Criada em 1999, a Fundação Telefônica incorporou os projetos do Instituto Vivo em 2011, em função da fusão entre a Vivo e a Telefônica. A Fundação Telefônica Vivo acredita que conectando pessoas e instituições é possível transformar o futuro, tornando-o mais generoso, inclusivo e justo. Utiliza tecnologias de forma inovadora para potencializar a aprendizagem e o conhecimento, contribuindo para o desenvolvimento pessoal e social. Suas principais áreas de atuação são: Combate ao Trabalho Infantil, Educação e Aprendizagem, Inovação Social e Voluntariado. O Grupo Telefônica possui, ainda, fundações em 13 países.

Cine Tela Brasil em Araçuaí
Patrocínio: Fundação Telefônica Vivo
Datas: De quarta-feira (19.06) a sexta-feira (21.06)
Endereço: Endereço: Praça Coronel Manuel Fulgêncio – Centro (Praça do Zico)
Ingressos: Grátis
Lugares: 225
Programação:

Quarta-feira (19.06)
10:00 - Rio
13:30 - Eu e meu guarda chuva
15:30 - As melhores coisas do mundo
19:30 - A beira do caminho
Quinta- feira (20.06)
10:00 - Rio
13:30 - Eu e meu guarda chuva
15:30 - As melhores coisas do mundo
19:30 - A beira do caminho
Sexta-feira  (21.06)
10:00 - Rio
13:30 - Eu e meu guarda chuva
15:30 - As melhores coisas do mundo
19:30 - A beira do caminho
Twitter: @telabr

Sinopses:

EU MEU GUARDA-CHUVA (Gênero: Infantil, Aventura)
Eugênio é um garoto de 11 anos que recentemente perdeu seu avô, que lhe deixou lindas lembranças e também seu guarda-chuva. Sua tristeza se acentua porque no dia seguinte ele deve recomeçar as aulas em uma nova escola, sobre a qual contam muitas histórias tenebrosas. Ele e seus amigos Frida e Cebola resolvem, então, visitar o cenário sombrio da nova escola e descobrem que o fantasma do Barão de Von Satffen maltrata as crianças, “torturando-as” com perguntas impossíveis de serem respondidas.  São muitas as aventuras desse trio de crianças que se juntam para vencer o medo, com a ajuda do guarda-chuva, claro!

RIO (Gênero: Animação)
Blu é uma arara azul que nasceu no Rio de Janeiro, mas, capturada na floresta, foi parar na fria Minnesota, nos Estados Unidos. Lá é criada por Linda, com quem tem um forte laço afetivo. Um dia, Túlio entra na vida de ambos. Ornitólogo, ele diz que Blu é o último macho da espécie e deseja que ele acasale com a única fêmea viva, que está no Rio de Janeiro. Linda e Blu partem para a cidade maravilhosa, onde conhecem Jade. Só que ela é um espírito livre e detesta ficar engaiolada, batendo de frente com Blu logo que o conhece. Quando o casal é capturado por uma quadrilha de venda de aves raras, eles ficam presos por uma corrente na pata. É quando precisam unir forças para escapar do cativeiro.

AS MELHORES COISAS DO MUNDO (Gênero: Drama)
Mano é um adolescente de 15 anos. Ele está aprendendo a tocar guitarra com Marcelo, pois deseja chamar a atenção de uma garota. Seus pais, Camila e Horácio, estão se separando, o que afeta tanto ele quanto seu irmão mais velho, Pedro. Sua melhor amiga e confidente é Carol, que está apaixonada pelo professor Artur. Em meio a estas situações, Mano precisa lidar com os colegas de escola em momentos de diversão e também sérios, típicos da adolescência nos dias atuais. A popularidade na escola, a primeira transa, o relacionamento em casa, as inseguranças, os preconceitos e a descoberta do amor, fazem com que Mano descubra e invente as melhores coisas do mundo.

A BEIRA DO CAMINHO (Gênero: Drama)
Para fugir dos traumas do passado, o caminhoneiro João (João Miguel) resolve deixar sua cidade natal para trás e cruzar o país. Ele dirige Brasil afora, sempre solitário, até que numa de suas viagens descobre que o menino Duda (Vinicius Nascimento) se escondeu em seu caminhão. Duda é órfão de mãe e está à procura do pai, que fugiu para São Paulo antes mesmo dele nascer. A contragosto, João aceita levá-lo até a cidade mais próxima. Entretanto, durante a viagem nascem elos entre os dois, que faz com que João tenha coragem para enfrentar seu passado.


Assessoria de Imprensa – Cine Tela Brasil
Luciana Branco – luciana@lucianabranco.com.br
Camilla Mortean – camilla.mortean@lucianabranco.com.br 
Nathália Rodrigues – nathalia.rodrigues@lucianabranco.com.br
Tel: 11 3881 9903


Assessoria de Imprensa – Fundação Telefônica Vivo
Máquina Public Relations


Tel.: 11 3430-5955 / 9 9650-4757

Sobre o Autor: Bernardo Vieira
  • Perfil Completo
  • Website | Google+ | Twitter | Facebook
    Bernardo Vieira

    Sou mais um apaixonado pelo Vale do Jequitinhonha e suas riquezas. Venho, através deste blog, tentar expandir a cultura do vale, bem como trazer novidades e coisas úteis em geral. Formado em Administração pela UFLA - Universidade Federal de Lavras e Funcionário Público Estadual (TJMG). contato pelo email: nabeminasnovas@yahoo.com.br ou bernardominasnovas@hotmail.com.

    1 comentários:

    Milene disse...

    Muito bacana! Só acho que os horários das sessões deveriam ser alterados. Ficou todos os dias os mesmos filmes nos mesmos horários.

    Postar um comentário

    As opiniões expostas nos comentários não refletem as do autor do Blog.Não serão aceitos comentários ofensivos, de baixo calão.

    Blogger Themes

    2leep.com

     
    Powered by Blogger