quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

GOVERNO DE MINAS ANUNCIA NOVA FÁBRICA DA FIAT EM MONTES CLAROS. E PRO VALE? NADA.


O governador Antonio Anastasia anunciou, nesta quarta-feira (29), a implantação em Montes Claros, no Norte de Minas, de uma unidade da Case New Holland (CNH), para a fabricação de máquinas de construção.

A empresa, que pertence ao Grupo Fiat, vai investir R$ 600 milhões no projeto, gerando 2,7 mil empregos. A expectativa é que a fábrica entre em operação em 2014. O anúncio do investimento foi feito pelo governador durante viagem a Montes Claros, onde foi inaugurado um posto avançado da Defesa Civil e o restaurante universitário da Unimontes.

Governador Anastasia. Ao fundo, Secretário 

Gil Pereira e Tadeu Leite. Foto: Omar Freire/Imprensa MG

“Quero dar uma notícia extremamente positiva para Minas Gerais, para o Norte de Minas, em geral, e Montes Claros. Depois de tratativas demoradas, mas importantes, fizemos uma negociação com o Grupo Fiat que vai instalar em Montes Claros nova fábrica de tratores, com investimentos de R$ 600 milhões, numa área de 700 mil metros quadrados, gerando cerca de 2,7 mil empregos diretos e indiretos e produção de seis mil tratores, máquinas e equipamentos agrícolas e para obras. Uma grande conquista para Minas Gerais”, anunciou.


Anastasia afirmou que o protocolo de intenções entre o Governo do Estado e a Fiat, para a realização do investimento, será assinado na próxima semana, em Turim (Itália). O governador Antonio Anastasia está em Montes Claros nesta quarta-feira (29), onde inaugura um posto avançado da Defesa Civil e o restaurante universitário da Unimontes, instituição estadual que completa, em maio próximo, 50 anos de atividades. O governador inicia, no sábado, visita oficial à Itália.

O governador inaugurou em Montes Claros o depósito avançado da Defesa Civil, no 10º Batalhão da Polícia Militar, o restaurante universitário da Unimontes e participou da homenagem à secretária de Estado de Planejamento e Gestão, Renata Vilhena, que recebeu da Unimontes o título de Doutora Honoris Causa. Anastasia liberou ainda repasse de R$ 3,3 milhões para Hospital Universitário Clemente de Faria, destinados à construção de UTI, aquisição de elevador e equipamentos para a lavanderia.

Comentário do autor do Blog

Gil Pereira, Secretário de Estado de Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha, Mucuri e Norte de Minas Gerais, há tempos usa SEDVAN para se promover politicamente em Montes Claros. Secretaria esta criada para promover o desenvolvimento dos Vales do Mucuri, Jequitinhonha e Norte de Minas. Na visão da SEDVAN há uma concentração de grandes investimentos somente em Montes Claros. Quase sempre, quando se trata de grandes investimentos, este é direcionado para a “capital” do norte mineiro.

Ora, do que adiante uma canalização de investimentos e incentivos por parte do governo mineiro para somente uma região, notadamente Montes Claros, quando o objetivo da secretaria era outro. Há que se repensar a forma (política) de como é usada esta secretaria.

CRIANÇA QUE FIZER 6 ANOS EM 2012 TEM DIREITO À MATRÍCULA NO 1º ANO NAS ESCOLAS DA COMARCA DE ARAÇUAÍ


Liminar vale para os municípios de Araçuaí, Coronel Murta, Itinga, Padre Paraíso, Ponto dos Volantes e Virgem da Lapa.

Atendendo a pedido feito pela Promotoria da Infância e da Juventude da Comarca de Araçuaí, a Justiça determinou, liminarmente, que o Estado e os Municípios de Araçuaí, Coronel Murta, Itinga, Padre Paraíso, Ponto dos Volantes e de Virgem da Lapa matriculem, no 1º ano do ensino fundamental, os alunos que completarem seis anos no decorrer do ano letivo de 2012, garantindo o acesso às aulas, já iniciadas, sob pena de multa diária de R$ 200 por matrícula negada, com limite de R$ 300 mil.

A ação civil pública foi proposta pelo promotor de Justiça da Infância e da Juventude, Randal Bianchini Marins, visando garantir, às crianças nascidas após 31 de março de de 2006, a matrícula nas escolas públicas da Comarca, mediante comprovação da capacidade intelectual, por meio de avaliação psicopedagógica feita por entidade de ensino. A decisão, restrita aos municípios da Comarca de Araçuaí, foi proferida pelo juiz Eduardo Monção Nascimento.

Histórico - Com base na Resolução da Secretaria de Estado de Educação n.º 1.849, de maio de 2011, os Municípios da Comarca de Araçuaí e o Estado de Minas Gerais vêm impedindo a matrícula no 1.º ano do ensino fundamental para crianças que vão completar seis anos em 2012 após 31 de março. Segundo Randal Bianchini, essa decisão tem causado grande prejuízo às crianças que têm que cursar novamente a pré-escola para, somente no ano seguinte, serem matriculadas no 1.º ano.

Em 2010, o Conselho Nacional de Educação (CNE), atribuindo interpretação aos novos dispositivos da Lei de Diretrizes Básicas (LDB), editou a Resolução CNE/CEB n.º 1, de janeiro de 2010, e estabeleceu que somente terão acesso ao 1º ano do ensino fundamental crianças com seis anos completados até 31 de março do ano em que ocorrer a matrícula. As crianças que completarem 6 seis anos após essa data deverão ser matriculadas na pré-escola.
A aplicação da nova regra foi excepcionada em 2010, conforme previsão contida nos §§ 1.º e 2.º do art. 4.º, da própria Resolução CNE/CEB n.º 01, de janeiro de 2010, que admitiu a matrícula de crianças que completassem seis anos após o início do ano letivo e também de crianças com cinco anos que frequentaram a pré-escola por mais de dois anos. Com a publicação da Resolução CNE/CEB n.º 06, de outubro de 2010, a excepcionalidade foi estendida exclusivamente a 2011. A partir de 2012, nem as Resoluções do CNE e da SEE trouxeram exceções.

"Essas regras, contudo, são transitórias e têm por finalidade evitar a interrupção do ensino para crianças que já se encontravam matriculadas ou que já vinham da pré-escola. A partir de 2012, portanto, a nova regra restritiva, estabelecida pelo CNE/CEB e pela Resolução SEE n.º 1.849, de maio de 2011, deverá ser aplicada, sem exceções, sujeitando, assim, as crianças, a uma nova e inadmissível situação, de franca oposição ao princípio basilar da isonomia", destaca o autor da ação.

Para o promotor de Justiça, "Não há lógica ou sentido nesse corte etário absoluto. Cada criança tem seu próprio e específico desenvolvimento físico, psicológico, emocional, motor, não havendo forma de igualar pessoas em graus diferentes de desenvolvimento. A lesão ao princípio da igualdade é patente".

Randal Bianchini completa que "Há, ainda, a situação de algumas escolas estarem impedindo, inclusive, a matrícula na mesma série sob o argumento que aquelas crianças estão aprovadas para o ano seguinte e que não existe motivo para reprovação. Logo, estas crianças ficam numa zona nebulosa, de transição, sem acesso ao 1.º ano do ensino fundamental e sem direito à rematrícula na mesma série da educação infantil, restando a opção de aguardar um ano inteiro longe da escola".

Assessoria de Comunicação do Ministério Público Estadual
Tel. (31 3330.8166 / 8016 / 9534   (Araçuaí - Liminar matrícula 6 anos-LL)
Fonte: Promotoria da Infância e da Juventude da Comarca de 

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

CONCURSOS PÚBLICOS: TJMG, CEMIG, CÂMARA DE TURMALINA E PM'S DE ITINGA E NOVO CRUZEIRO

CONFIRA OS EDITAIS PARA O TJMG, CEMIG, CÂMARA DE TURMALINA E PREFEITURAS DE ITINGA E NOVO CRUZEIRO
TJMG

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) publicou edital de um novo concurso público para formação de cadastro de reserva em cargos de nível médio e superior.
Inscrições

As inscrições devem ser feitas, de 15 de fevereiro a 15 de março de 2012, no site da FUMARC. Para os cargos de nível superior, o valor das inscrições é de R$ 70; para os de nível médio, R$ 50.

Cargos

Nível superior: administrador de banco de dados, administrador de rede, analista de recursos humanos, analista de sistemas, arquiteto, assistente social, bibliotecário, cirurgião dentista, contador, enfermeiro, engenheiro civil, engenheiro eletricista, engenheiro mecânico, jornalista, relações públicas, técnico judiciário e médico.

Nível médio: assistente técnico de controle financeiro, assistente técnico de sistemas, desenhista/projetista e oficial judiciário.

Para os cargos de nível superior, o salário inicial é de R$ 3.222,39; para os cargos de nível médio, R$ 2.057,67. Em ambos os casos, a jornada é de 30 horas semanais, à exceção dos cargos que têm regulamentação em legislação específica.
As provas serão realizadas em Belo Horizonte, no dia 15 de abril de 2012.


Informações sobre o Concurso TJMG 2012

Edital: FUMARC


CEMIG

A CEMIG - Companhia Energética de Minas Gerais, abrirá inscrições para seu mais recente concurso público, que se propõe a preencher vagas no cargo de Agente de Faturamento Motociclista. Serão oferecidas 322 vagas neste cargo que exige ensino médio completo e o mínimo de 02 anos de posse da Carteira Nacional de Habilitação - categoria A.

O salário básico é de R$ 806,00 mais gratificação acessória por conduzir motocicleta, de 29,77% sobre esse vencimento, que corresponde a R$ 240,00.

Inscrições: o candidato deverá acessar o endereço eletrônico www.gestaodeconcursos.com.br das 9 horas do dia 19 de março às 19 horas do dia 17 de abril de 2012. O valor a ser pago a título de Taxa de Inscrição para o cargo de Agente de Faturamento Motociclista (Código 101) será de R$ 32,00.

A Fundep disponibilizará computadores para as pessoas que não tem acesso à internet, para que possam realizar suas inscrições, na FUNDEP/Gerência de Concursos Avenida Presidente Antônio Carlos, n. 6.627 - Unidade Administrativa II - 3" andar - Campus Pampulha/UFMG - Belo Horizonte (acesso pela Av. Antônio Abrahão Caram - Portão 2), no horário das 9h às 11h30min ou das 13h30min às 16h30min, (exceto sábados, domingos e feriados).

Provas: Serão realizadas provavelmente no dia 20 de maio de 2012, nas cidades de Belo Horizonte, Ipatinga, Juiz de Fora, Montes Claros, Divinópolis, Varginha, Uberlândia e Patos de Minas.

Gabaritos: serão divulgados nos endereços eletrônicos gestaodeconcursos.com e cemig.com, na seção Editais e Concursos no 2 ° (segundo) dia subsequente à realização das provas, no dia 22 de maio de 2012.

Validade: será de 24 meses após a publicação dos resultados, podendo ser prorrogado por igual período.

CÂMARA DE TURMALINA

A Câmara da cidade mineira de Turmalina, através da empresa Gazzinelli Consultoria Técnica Ltda, estará com inscrições abertas para o concurso público 001/2012 para provimento efetivo de 03 vagas. Os salários variam de R$ 720,00 a R$ 1.090,00, para carga horária de 40h semanais.
As inscrições estarão abertas por 30 dias corridos, compreendidos entre 20 de março a 18 de abril de 2012, das 08 às 11 horas e das 13 as 16 horas nos dias úteis, na Câmara Municipal de Turmalina-MG, situada à Avenida Lauro Machado, 253 - Centro - Turmalina-MG e pela internet no endereço eletrônico: www.gazzinelliconsultoria.com.br. 

Cargos e Taxas

Há vagas para pessoas dos níveis fundamental, médio e superior. A taxa de inscrição será de R$ 87,00 para o cargo de advogado, R$ 64,00 para motorista e R$ 57,00 recepcionista.

Provas e Gabaritos

As provas serão realizadas provavelmente no dia 20 de maio de 2012, podendo ser aplicadas das 08:30 horas às 11:30 horas ou das 14:30 horas às 17:30 horas nas Escolas Públicas do Município de Turmalina-MG de acordo com a quantidade de inscritos, conforme Edital de Convocação a ser publicado no quadro de avisos da Câmara Municipal, situada à  Avenida Lauro Machado, 253 - Centro - Turmalina-MG e no endereço eletrônico: ww.gazzinelliconsultoria.com.br. O gabarito será divulgado no dia 22 de maio de 2012.

Validade

O prazo de validade do concurso é de 02 anos, a contar da publicação da homologação, prorrogável uma vez por igual período (Inciso III, do Art. 37, da Constituição Federal), sendo obrigatório o preenchimento de todas as vagas oferecidas no Edital dentro do prazo de validade do certame.

PREFEITURA DE ITINGA

Entre os dias 27 de fevereiro e 25 de março de 2012, estarão sendo aceitas asinscrições para o concurso público da Prefeitura de Itinga (MG) onde serão ofertadas 48 vagas de emprego com salários entre R$ 550 e R$ 2,5 mil.

Existem oportunidades para os níveis fundamental (auxiliar administrativo, operador de máquinas pesadas, motorista e auxiliar de serviços gerais), médio (monitor de esportes), técnico (técnico de saúde e de higiene dental) e superior (professor de ciências biológicas, pedagogo, enfermeiro, odontólogo, veterinário, assistente social, psicólogo e médico clínico geral).
Para concorrer a um dos cargos citados acima você deve se inscrever no site www.legitimusassessoria.com.br e pagar uma taxa que custa R$ 30, R$ 40 ou R$ 50, dependendo do cargo.

Quem não tem acesso à internet poderá se inscrever utilizando os computadores que serão disponibilizados na Prefeitura da cidade mineira, que fica na Avenida Professora Maria Antônia Gonçalves Reis, 19.

As provas objetivas serão aplicadas no dia 15 de abril. Provavelmente no mesmo dia, candidatos aos cargos de operador de máquinas e motorista farão uma prova prática. Haverá avaliação de títulos para os cargos de nível superior.

Saiba mais acessando o EDITAL.

PREFEITURA DE NOVO CRUZEIRO

Estarão abertas as inscrições para o concurso público da Prefeitura de Novo Cruzeiro, Estado de Minas Gerais. O certame, que terá a execução da empresa MSM Consultoria e Projetos Ltda, oferece 132 vagas, distribuídas em funções de provimento imediato para os níveis fundamental, médio e superior. Confira o edital.

Os salários para 20 a 40 horas semanais de trabalho variam de R$ 622,00 a R$ 6.500,00 e a validade do concurso será de 02 anos, a contar da data de sua homologação, podendo ser prorrogável uma vez por igual período.

Cargos

As oportunidades são para os cargos de abatedor, agente de vigilância sanitária, calceteiro, carpinteiro, coveiro, engenheiro civil, engenheiro agrônomo, fiscal de obras de serviços, gari, jardineiro paisagista, lanterneiro, motorista, operário, operador de máquinas pesadas, pedreiro, pintor, soldador, técnico agrícola, técnico em construção hídrica, enfermeiro, médico, odontólogo, técnico em higiene dental, técnico em enfermagem, assistente social, professor e entre outros.

Inscrições e Taxas

As inscrições presenciais estarão abertas no período compreendido entre 12 de março a 11 de abril de 2012, na Prefeitura Municipal de Novo Cruzeiro,  situada à Avenida Júlio Campos, 172 – Centro – Novo Cruzeiro-MG. O horário será das 8:00 às 14:00 horas nos dias úteis, podendo o candidato também se inscrever pela internet, no endereço eletrônico www.msmconsultoria.com.br.

As taxas variam de R$ 25,00 a R$ 70,00 de acordo com o cargo escolhido.

Provas e Gabaritos

As provas serão realizadas provavelmente no dia 13 de maio de 2012, podendo ser aplicadas das 08:00 horas às 11:00 horas ou das 14:00 horas às 17:00 horas nas Escolas Públicas do Município de Novo Cruzeiro. O edital de convocação deverá ser publicado no quadro de avisos da Prefeitura e no site: www.msmconsultoria.com.br. O gabarito será divulgado na data prevista 14 de maio de 2012.

Saiba mais

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

MUNICÍPIO ASSINA ACORDO PARA CONSERVAR CASARÃO DE INCONFIDENTE EM BERILO


Caso não cumpra a determinação do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), o Município deverá pagar multa no valor de R$ 5 mil, acrescido de mil reais por dia de atraso

O casarão do inconfidente Domingos Abreu Vieira, também conhecido como Sobrado Abreu Vieira, local de valor histórico para a cidade de Berilo, no Vale do Jequitinhonha, terá de ser conservado. O município assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) e se comprometeu a preservar o imóvel, que está sendo restaurado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG). Caso não cumpra a determinação do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), deverá pagar multa no valor de R$ 5 mil, acrescido de mil reais por dia de atraso.

A luta para a preservação do casarão do século XVIII, que é tombado pelo Iepha-MG, vêm desde 2008. O município se comprometeu a recuperar e manter o calçamento da Rua Porto, onde fica o sobrado, implantar sistema de iluminação pública e serviço de vigilância permanente no local, estabelecer condições plenas de construção para funcionamento do Centro de Artes e Ofícios do Alto Jequitinhonha, bem como promover a conservação e a manutenção das peças dos forros artísticos no interior do edifício. Os acessos ao casarão também devem receber melhorias.

Veja Mais:

Casarão onde se hospedou Tiradentes em fase final de restauração











Os trabalhos serão monitorados pelo Iepha, que irá expedir as orientações e recomendações para as intervenções necessárias para manutenção do imóvel e seu entorno. A edificação, que fica bem próxima do Rio Araçuaí, chegou a correr risco devido a problemas estruturais, desprendimento do revestimento da alvenaria de adobe, comprometimento dos esteios e falhas no calçamento de seixo rolado da rua, causados pela cheia do rio. 


O Iepha assumiu o compromisso de restaurar o imóvel. Os trabalhos deverão ser finalizados ainda este ano. Faltando apenas pequenas intervenções para a conclusão da obra, cabe agora ao Município de Berilo cumprir o TAC assinado e assumir a conservação e manutenção do bem histórico. 

O inconfidente

O português Domingos de Abreu Vieira, tenente-coronel do Regimento de Cavalaria Auxiliar de Minas Novas, tinha casa em Ouro Preto, na Região Central, mas visitava com frequência a casa em Berilo. Ele exerceu o cargo de contratador dos dízimos, em Vila Rica, entre 1784 e 1789. Era padrinho da filha de Tiradentes, que também teria passado temporadas na casa. Domingos de Abreu Vieira teve participação ativa na Inconfidência Mineira.

Por João Henrique do Vale - Estado de Minas

CAPELINHA COMPLETA 99 ANOS DE HISTÓRIA


A decadência da mineração em Minas Gerais, ao final do século XVIII, foi um dos fatores que desencadearam a expansão do povoamento do território mineiro. Assim, no limiar do século XIX, muitos eram os que vendiam parte de seus escravos na região de Minas Novas para se internarem pelas matas nas adjacências de Alto dos Bois e Vales dos rios Doce e Mucuri, com o objetivo de aí se estabelecerem com fazendas de criação de gado e lavouras em geral.


No início do século XIX, Manuel Luiz Pego se instalou nas proximidades de um córrego localizado no atual município de Capelinha e que hoje tem o seu nome. As terras que pretendia ocupar, em uma grande extensão, faziam limites com outras terras ocupadas pelos índios Aranãs, do ramo Botocudos, amplamente espalhados pelo vale do rio Doce.

Em 1808, estando no Brasil, D. João VI (rei de Portugal) instituiu uma lei declaratória de guerra ofensiva contra a nação dos índios Botocudos, com a finalidade de exterminá-los e explorar as riquezas existentes em suas terras. Para tanto o rei criou Divisões Militares em todo o vale do rio Doce e perseguiu cruelmente as tribos. Acuados, os índios debandaram-se em direção principalmente do Mucuri e Jequitinhonha.


A família Pego, para sair das áreas de conflito, construiu na Fazenda do córrego Areão uma capela dedicada a Nossa Senhora da Graça.

As pessoas da região começaram então a denominar a fazenda de Capelinha de Nossa Senhora da Graça ou Senhora da Graça da Capelinha.

Muitos moradores foram se mudando para as proximidades, fazendo nascer o arraial, que se desmembrou de Minas Novas, em 1911. A instalação do município, porém, só se deu a 24 de fevereiro de 1913, daí ser esta a data máxima que se comemora em Capelinha.

A história dos municípios de vários municípios da região está ligado ao povo Aranã, povos Botocudos. Habitavam os vales do Urupuca, Surubim e Itambacuri.


O fato de o meio oficial apontar a tribo Aranã como extinta constituiu até pouco tempo sério problema para os seus atuais descendentes, por terem que provarem que efetivamente o são em processo de reconhecimento como grupo etnicamente legítimo e dotado de direitos perante as leis do país. A Diocese de Araçuaí uniu-se ao Conselho Indígena Aranã para, juntamente com outras entidades e pessoas, resgatar o passado dessa tribo, tendo-se conseguido o seu reconhecimento em 2003 como autêntico povo aranã pela FUNAI.

Em Capelinha, o termo Aranãs é usado para intitular clube social, time de futebol, rádio, café, gráfica, escritório de contabilidade e armazém, tendo sido também, no passado, nome da atual Rua Governador Valadares. Note, portanto, que, ainda que não existisse um só representante da tribo Aranã, sua memória estaria viva.

Na década de 30, os municípios eram administrados por um Agente Executivo Municipal. O primeiro Prefeito Municipal, nomeado após a Revolução de 1930, foi o senhor Jacinto José Ribeiro que desenvolveu várias obras de infra-estrutura urbana e rural. Até mesmo a construção do Aeroporto Municipal possibilitou a instalação de uma linha aérea fixa.
Transformação sócio-econômica

Nas décadas de 70 e 80, houve uma mudança econômica e social no município. A Florestal Acesita (atual Aperam Bioenergia) instalava projeto de produção industrial de plantio de eucalipto, com grande aquisição de terras e liberação de “terras devolutas”.  Foram gerados cerca de 5 mil empregos diretos.

Quase imediatamente, a lavoura cafeeira recebeu investimentos de empresários do sul de Minas e São Paulo.

A atividade econômica municipal passou a ser polarizada pela silvicultura e cafeicultura. O intenso negócio de propriedades rurais fez subir o valor comercial das terras. O comércio em geral se dinamizou, proporcionando também novas oportunidades de emprego. Houve um considerável êxodo da população do campo para a cidade, em sua maior parte desfazendo-se das propriedades para viver do trabalho assalariado.

O apelido de “Cidade do Café” atribuído a Capelinha se disseminou rapidamente, no mesmo ritmo do crescimento e ampliação da cafeicultura no município. Em 1980, já havia 5 milhões de pés produtivos, em uma área plantada de 2.176 hectares. Atualmente, o município possui 6 mil hectares de plantação de café, com uma produção aproximada de 120 mil/sacas/ano. Há cerca de 40 pequenas torrefações. A produção cafeeira é vendida em grãos para exportação.

Possui um microclima ideal não só para a cultura do cafeeiro, mas também para várias outras como: frutas, milho, feijão, hortaliças, mandioca, cana e pastagem. A feira livre aos sábados é um bom exemplo disso, por ser uma das maiores da região e onde são comercializadas  centenas de produtos trazidos das comunidades rurais pelos agricultores.

O município possui diversas categorias de produtores, sendo que a grande predominância é de agricultores familiares. Possui ainda cerca de 20  fabriquetas de  doce de leite, queijo, requeijão e iogurte;  indústrias caseiras de alimentos que trabalham com farinha de milho, de mandioca e polvilho, fabricação de rapadura, cachaça e açúcar mascavo. Além disso, no município existem umas  40 torrefações de café.

A transformação de Capelinha e o seu crescimento populacional se deu de forma vertiginosa. Em 1.970,  o IBGE apontava o município com 19.646 habitantes, sendo 15.214 na zona rural e apenas 4.432 na cidade. 40 anos depois, o IBGE assinala o total de 34.796 habitantes, com 24.749 na cidade e 10.047 habitantes na zona rural.    Um incremento de habitantes de 20.317 habitantes na cidade.

Há um verdadeira revolução na vida e nos costumes da população capelinhense, com  o advento da Acesita , atual Aperam, e da lavoura cafeeira. O êxodo rural foi tão grande, que já no início da década de 80 havia na cidade um bairro inteiro de população tipicamente operária, formada por trabalhadores da Acesita e das lavouras cafeeiras.
A cidade cresceu num ritmo acelerado, alcançando os planaltos e se estendendo em novos bairros.
O comércio diversificou-se em casas de revenda de materiais para construção, ferragens e ferramentas, serrarias, serralherias, oficinas mecânicas, bares, lanchonetes, casas de diversão noturna.

A feira livre aos sábados já não era suficiente para cobrir a demanda por alimentos. Prolifera, então, um grande número de supermercados e mercearias que revendem gêneros trazidos da CEASA, em Belo Horizonte.

Os agricultores que viviam na condição de posseiros, proprietários, pequenos empregadores e agricultores familiares entraram em demanda com as empresas reflorestadoras que se diziam proprietárias de terras "devolutas" habitadas por dezenas de anos por seus ancestrais.

Ao serem expulsos da terra, submeteram-se na cidade à condição de inquilinos e consumidores de gêneros comprados nos supermercados com o dinheiro de seu trabalho assalariado.

O poder público pressionado vê-se forçado a batalhar por recursos destinados a obras de infra-estrutura e de serviços cuja demanda sofrera enorme pressão: água canalizada, rede de esgoto, eletricidade e telefone. O crescimento populacional decorrente do afluxo de pessoas não só do campo, mas também de municípios vizinhos e de outras regiões do estado e do país passa a exigir serviços como hotelaria, mais escolas e creches para as crianças de mães operárias.

Localização

Capelinha localiza-se na região nordeste de Minas Gerais, no Alto Jequitinhonha, no nordeste de Minas. Possui uma área de 966 Km2, estando a sede municipal nas coordenadas geográficas de 17º 44’ 53” de latitude e 42º 31’ 07” de longitude, numa altitude de 948 m.

CAPELINHA
Total da População 2010
Total de Homens
Total de Mulheres
População Urbana
População Rural
34.796
17.144
17.652
24.749
10.047
100%
49,27%
50,73%
71,13%
28,87%








domingo, 26 de fevereiro de 2012

CAPELINHENSE 2012 COM PARANGOLÉ, AVIÕES DO FORRÓ, MICHEL TELÓ E CHICO REI E PARANÁ


Foi anunciada na noite desta sexta-feira 24-02, para surpresa de todos, a grade de shows  da 26º Festa do Capelinhense Ausente 2012. Até então estão confirmados somente 04 atrações, são elas:
 Michel Teló                                                                   Parangolé

 Chico Rei e Paraná                                                       Aviões do Forró
Os nomes antes circulados nas redes sociais até o momento não se confirmaram, entre esses nomes o mais pedido e não atendido é Gusttavo Lima, que desde os preparativos da 25º Festa do Capelinhense Ausente vinha sendo aguardado pelo público.

Portanto para 2012 teremos muita música Sertaneja, Axé e Forró, enquanto ao Pagode, Reggae, MPB fica para a próxima.
A Festa contará ainda com os já tradicionais shows dos  “Pratas da Casa”. A realizadora do evento será a IBIZA Eventos, que vem realizando atualmente a festa.

sábado, 25 de fevereiro de 2012

JORNAL NACIONAL: CONSUMO DE CRACK ASSUSTA NO VALE DO JEQUITINHONHA


O Jornal Nacional apresentou nesta sexta-feira (24/02/2012) matéria sobre o consumo excessivo de crack no Vale do Jequitinhonha, notadamente nas cidades de Araçuaí e Itaobim.

Mas o problema, infelizmente, é geral no Vale do Jequitinhonha. Basta ver durante a noite a movimentação, principalmente dos jovens, em qualquer cidade do Vale.

Confira a reportagem:



O Blog do Jequi já publicou por diversas vezes o problema enfrentado pelo consumo do crack no Vale. Veja:
 

REALIDADE TRISTE. CONHEÇA AS CRACOLÂNDIAS DO VALE DO JEQUITINHONHA


POBRES ESTÃO À MERCÊ DO VÍCIO NO VALE DO JEQUITINHONHA





Durante a reportagem, pode-se perceber a gravidade da situação, que só o poder público parece não enxergar. Há evidente crescimento no consumo da droga, bem como no número de crimes praticados por conta deste consumo. Porém ainda não existe nenhum programa social de apoio ao viciado no Vale do Jequitinhonha.

Segundo a Confederação Nacional dos Municípios, o consumo de crack já atingiu mais de 90% dos municípios brasileiros.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

PAIS DE ESTUDANTES RURAIS SE MOBILIZAM E IMPEDEM DESPEJO DE ESCOLA FAMÍLIA AGRÍCOLA


Os agricultores familiares, pais dos estudantes adolescentes da Escola Família Agrícola Bontempo, em Itaobim, no Médio Jequitinhonha, saíram de suas casas e trabalho na roça, em vários municípios da região, para resistirem a mais uma ação de fechamento da escola de formação de seus filhos.

Um Juiz de plantão, de Pedra Azul, proferiu uma ação de despejo da EFA Bontempo, onde estudam 205 alunos, filhos de agricultores familiares, no Ensino Médio.

A ação de despejo seria nesta manhã de sexta-feira, 24.02. Os Oficiais de Justiça, sensibilizados com a situação vivida pelos adolescentes e pais agricultores familiares, decidiram fazer um relatório ao Juiz da Comarca de Pedra Azul.

Lei abaixo, o relato emocionante do diretor da AMEFA/EFA Bontempo:

“Prezados/as, bom dia!
Creio que muitos/as que acreditam em uma proposta realmente emancipadora de Educação estejam, assim como estamos, angustiados com a situação de despejo da EFA Bontempo, conforme comunicamos ontem.

Repasso agora, as ultimas noticias:

Hoje, 24/02/2012, por volta das 9hs retornaram à EFA três oficiais de justiça acompanhados por duas viaturas.

Por sorte e graças a excelente capacidade de mobilização que tem nosso povo, especialmente do Vale, mais de 100 pessoas, os aguardavam no pátio da EFA Bontempo. Movidos pela ansiedade  sobre a possibilidade de interromper os estudos dos seus filhos, as pessoas foram logo tratando de adentrarem a sala, outros dependurados nas janelas querendo negociar e participar do desfecho…

“Os home”-conforme ouvi de um dos presentes – pelo menos ouviram as pessoas ali presentes e suas justificativas e argumentos para não saírem daquele local.

Dentre os argumentos, os mais fortes e difíceis de admitir foram:

“entendemos que os senhores estão cumprindo uma ordem judicial, mas neste espaço deixamos nosso suor, nos mutirões, desde as escavações até chegar neste ponto”

“Como vamos sair? Pra onde levaremos porcos, galinhas, vacas, hortaliças, pomar?”

“onde colocaremos 205 adolescentes que a duras penas encontraram um espaço que os orientem a não se envolver com as drogas, com a prostituição, dentro de um prazo de tempo tão curto?”

“Quem vai se responsabilizar por um ano letivo perdido? Quem se responsabilizará pelo trauma causado a estes adolescentes?”

A pior parte foi a advogada da FBD (leia-se do padre Felice) que teve a petulância de ir ao local pressionar os oficiais para que o despejo acontecesse imediatamente e de lá, passando em tempo real, as informações via telefone para o padre…

Resumindo: os oficiais compreendendo as reais dificuldades de se fazer um despejo naquelas condições, resolveram, então, que fariam um relatório e o encaminhariam ao Juiz, que não ‘e o de Medina (pois este está de férias), mas o da cidade de Pedra Azul, ainda hoje E daí aguardar  que ele reconsidere ou não os fatos e as impossibilidades.

Diante da indiferença do Estado, da imprensa e inclusive da própria Igreja Católica (isto ‘e opinião pessoal deste que vos escreve), a AEFAMBAJE, mantenedora da EFA Bontempo, pediu um ano para se organizar e fazer suas articulações e se não for possível de outra forma, pelo menos que a saída seja menos indigna, menos desrespeitosa e menos traumatizante.

Estas são as informações que temos até agora…

Agradecemos imensamente as manifestações de solidariedade que chegam de todos os cantos do país.

E podem ter certeza, gente, são estas manifestações de apoio que nos ajudam a acreditar que, mesmo num processo lento, aos poucos vamos conseguindo mostrar que ‘e possível  ser cristão, sem ser hipócrita, que mesmo os que se dizem “enviados de Jesus Cristo” fazem o que este ser humano está fazendo (desculpem eu não consegui classificar…)

Fizemos um contato com a Secretaria Estadual de Educação solicitando uma reunião para discutirmos o fato e tentar que esta se manifeste e se posicione diante dos fatos. Mas, até o momento, não obtivemos resposta.

Muito abrigado aos que, de uma forma ou de outra. estão nos apoiando nesta luta.

Abraços fraternos, 

Idalino

Pela AMEFA/ EFA Bontempo.

Endereço da AMEFA:

Rua Olívia Maria de Jesus, nº1710,
Bairro Floramar, Cep: 31.742-036 BH - MG
Tel.: (0xx31) 3434-0003 – Fax: (31) 3434-8491
Skype: amefaefa1

Fonte: Blog do Banu, via Blog Onhas

Blogger Themes

2leep.com

 
Powered by Blogger